Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Vírus: Amor bandido

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h51 - Publicado em 31 out 2004, 22h00

A tranqüilidade de abrir arquivos enviados por e-mail nunca mais foi a mesma depois de 4 de dezembro de 2000. Nesse dia, o vírus I Love You espalhou-se para 3,1 milhões de computadores do mundo em apenas 24 horas, tornando-se o programa malicioso mais disseminado pela internet. Os prejuízos chegaram a 8,7 bilhões de dólares e destruíram dados até da Casa Branca e do Pentágono, nos Estados Unidos. A praga infectou 84 milhões de computadores domésticos e empresariais por meio de mensagens enviadas por Outlook e Outlook Express, os populares softwares de correio eletrônico da Microsoft. O poder do I Love You residia na sua capacidade de se enviar para toda a lista de e-mails do computador infectado. Além disso, o vírus destruía arquivos de imagem e áudio e roubava as senhas pessoais dos usuários.

O suspeito de ter criado o vírus é o universitário filipino Onel de Guzman, na época com 23 anos. Guzman era dono dos endereços spyder@super.net.ph e mailme@super.net.ph, de onde partiu a mensagem original contendo o vírus. Ele foi preso e julgado, mas a Justiça das Filipinas o absolveu por falta de provas.

Publicidade