Muito Calor e Pouca Luz

Por que as lâmpadas comuns gastam mais energia do que as fluorescentes?

Uma lâmpada incandescente de 60 watts ilumina tanto quanto uma fluorescente de 15 watts

(Tiago Fernando Trigueiro, Aracaju, SE)

Porque são burras. Em vez de iluminar, as chamadas lâmpadas incandescentes transformam em calor quase toda a energia elétrica que absorvem. Inventadas no século passado, elas geram luz por meio de um primitivo filamento de tungstênio. Só que esse metal esquenta um bocado – pode chegar a 2 500 graus Celsius. Ele produz 90% de calor para, no máximo, 10% de luz visível. Um desperdício. As lâmpadas fluorescentes usam uma tecnologia bem mais esperta: são recheadas de gás argônio e de um pó à base de fósforo. Ao receber eletricidade, o argônio libera radiação ultravioleta. Essa luz invisível estimula os elétrons do pozinho, que acaba brilhando. O sistema é quatro vezes mais eficiente que as lâmpadas comuns porque perde menos energia em forma de calor. Sorte da sua conta de luz.

publicidade

anuncie

Super 339 - Humanos: caem as fronteiras entre nós e os animais Novas descobertas deixam claro: chimpanzés têm idiomas, cultura, fazem política, tecem redes sociais e praticam caridade. Chegou a hora de conferir direitos humanos a eles? Assine a Super Compre a Super

Superinteressante ed. 339
novembro/2014

Humanos: caem as fronteiras entre nós e os animais
Novas descobertas deixam claro: chimpanzés têm idiomas, cultura, fazem política, tecem redes sociais e praticam caridade. Chegou a hora de conferir direitos humanos a eles?

- sumário da edição 339
- folheie a Superinteressante

Você está na área: Tecnologia

publicidade

anuncie