Clique e assine a partir de 8,90/mês
Ciência Maluca Por Blog As pesquisas mais importantes para você compreender a sua vida - e as mais inusitadas para você entender todo o resto. Por Tiago Jokura

Como saber se alguém está mesmo dando em cima de você

Por Carol Castro - Atualizado em 12 jun 2018, 18h38 - Publicado em 15 dez 2015, 16h22

Descobrir quando outra pessoa se interessa mesmo por você não é tarefa fácil – e a maioria tende a errar. Homens confundem simpatia com paquera. Já as mulheres tendem a subestimar o interesse masculino.

Mas pesquisadores da Universidade Stanford, nos Estados Unidos, trataram de desvendar os mistérios da paquera. Eles filmaram desconhecidos em encontros relâmpagos e, posteriormente, perguntaram a cada participante se haviam sentido um interesse sexual pelo parceiro de conversa. Em seguida, analisaram os elementos linguísticos durante a interação para descobrir quais trejeitos e pistas entregam a atração.

Concluíram que homens enchem a mulher de perguntas e falam mais rapidamente, num tom agudo e calmo, enquanto paqueram. Também tendem a usar mais “palavras sexuais, nervosas e negativas” – e ainda preferem usar mais “você” e “nós”, ao invés de “eu”.

As mulheres funcionam do jeito oposto: costumam falar mais sobre si durante a paquera. Mas também mudam o tom de voz quando se interessam pelo cara – segundo a pesquisa, a voz corre do agudo para o grave constantemente. E elas ainda se esforçam para manter o papo vivo, evitando respostas como “aham” e “legal”.

Continua após a publicidade

Mas não há jeito melhor de saber se a paquera está mesmo rolando do que avaliar quanto o casal se diverte durante a conversa. Homens e mulheres costumam rir muito mais quando escondem um interesse sexual pelo outro.

A pesquisa só levou em consideração casais heterossexuais, mas já dá pra prestar atenção e colocar as dicas em prática – tanto para mostrar interesse ou descobrir se alguém te deseja ou só quer ganhar um novo amigo.

Para saber mais

O Livro Proibido do Sexo
Marcia Kedouk, Superinteressante, 2015

Publicidade