Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Combo Por Combo Notícias e curiosidades do mundo dos videogames

Imagens de obras de arte escaneadas usando Kinect podem ser falsas, diz especialista

Por Lucas Massao Atualizado em 4 jul 2018, 20h33 - Publicado em 18 mar 2016, 20h34

Em março do ano passado, os artistas alemães Nora al-Badri e Jan Nikollai Nelles conseguiram “roubar” imagens do busto da Rainha Nefertiti, exposto no Neues Museum, em Berlim. De acordo com a dupla, os scans foram feitos usando uma versão modificada do Kinect, o sensor de movimentos usado pelo Xbox.

As imagens, então, foram distribuídas gratuitamente na internet, como uma forma de protesto contra a posse supostamente ilegal do artefato. Al-Badri e Nelles esperavam que a qualidade dos cliques furtados abrisse uma possibilidade para que o museu devolvesse a obra para o Egito e passasse a exibir modelos 3D da governanta egípcia.

Contudo, o especialista em modelos em três dimensões Cosmo Wenman afirma que a qualidade do trabalho da dupla alemã talvez seja boa demais para ser verdade. “O scanner usado pelo Kinect tem baixa resolução e precisão. Mesmo em condições ideais, ele não conseguiria obter dados tão detalhados quanto os liberados pelos artistas”.

Confira abaixo uma comparação entre as imagens divulgadas e imagens feitas pelo próprio Neues Museum.

kinect

Em seu blog, Wenman complementa. “Eu acho altamente improvável que duas imagens independentes possam se parecer tanto.”

Com Kotaku

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade