GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Pokémon GO chegou – e já está dando o que falar

pokemon

A internet não tem falado de outra coisa nos últimos dias. “Pokémon GO”, jogo em que você caça pokémons no mundo real, foi lançado oficialmente pela Niantic há alguns dias. O lançamento oficial, porém, ficou restrito a países como Japão, Austrália e Nova Zelândia. Mas como o Brasil é o Brasil, alguns internautas fizeram a instalação do aplicativo por fora das lojas oficiais. O grande volume de usuários simultâneos fez com que a Nintendo desligasse temporariamente os servidores, o que alimentou os rumores de que a empresa japonesa estaria fazendo um bloqueio dos usuários que tivesse usado métodos ilegais para jogar. Os boatos também afirmam que a Nintendo pode bloquear definitivamente a conta de quem recorreu a esse tipo de mecanismo.

Mesmo com alguns dias de vida, “Pokémon GO”, como esperávamos, balançou a internet. Olha só as coisas mais bizarras que já aconteceram e envolveram o game.

1 – Invasão de uma delegacia

O jogo transforma certos lugares do mundo real em “pitstops”, onde você pode recuperar pokébolas e outros itens. Um desses pontos de parada é uma delegacia na cidade de Darwin, na Austrália. Na terça-feira, 5, as autoridades fizeram um post no Facebook alertado ao fato de que não é necessário entrar no prédio para receber os itens, já que vários jovens estavam enchendo a recepção do local em busca de mais pokébolas.

Olha a integra do comunicado:

“Para os treinadores Pokémon por aí usando ‘Pokémon GO’ – enquanto a Estação Policial de Darwin pode aparecer como uma Pokestop, tenham ciência de que vocês não precisam entrar nela para ganhar pokébolas. Também é uma boa ideia olhar para cima, para longe do seu telefone e para os dois lados antes de atravessar a rua. Aquele Sandshrew não vai a lugar nenhum tão cedo”.

2 – Hospitais emitindo avisos

A administração de um hospital infantil em Columbus, no estado americano do Ohio, enviou uma mensagem aos seus funcionários alertando sobre os perigos envolvidos na caçada pelos pokémons, pois alguns monstros podem aparecer em áreas restritas, incluindo algumas dentro do próprio hospital.

A mensagem afirma: “Um jogo recentemente lançado chamado ‘Pokémon Go’ estimula os jogadores a usarem o GPS e a câmera de smartphones para pegar pokémons em ambientes no mundo real. Fomos notificados de que alguns monstros estão aparecendo em locais de acesso restrito do hospital e que alguns gamers estão tentando entrar para captura-los.”

3 – Pessoas encontrando cadáveres

De acordo com a KQTV, uma aventureira de 19 anos da cidade de Riverton, no estado americano do Wyoming, encontrou um cadáver ao tentar capturar um Pokémon que estava próximo a um riacho, na manhã da última sexta-feira. Após ser notificada pela jovem, a polícia conduziu testes no corpo e constatou que ele estava no local há 24 horas.

pokemon

(Local onde o corpo foi encontrado – Reprodução/KQTV)

pokemon

4 – tem Pokémon aparecendo até em parto

Na noite de quinta-feira, 5, o americano Jonathan Theriot esperava ansiosamente sua esposa, Jessica, dar a luz. No meio do parto, o celular de Jonathan começou a apitar, indicando que havia um Pokémon nas proximidades. Como a jornada para se tornar mestre Pokémon não tem hora ou local para começar, Jonathan sacou o seu smartphone e pegou o monstro. Em entrevista ao Buzzfeed, ele afirma que Jessica não ficou brava por causa do ato, e até deu uma risada.

5 – as ações da Nintendo dispararam

Mesmo com o lançamento turbulento, “Pokémon Go” tem se mostrado um verdadeiro sucesso. O ânimo com o novo título fez com que as ações da Nintendo fechassem a semana com alta de 10% na bolsa de Tóquio e atingissem o seu maior valor em dois meses, de acordo com a Reuters, colocando o valor de mercado da empresa japonesa na faixa dos 23 bilhões de dólares. Ou seja, as pessoas estão baixando como loucas e fazendo a empresa ganhar milhões!

Curiosamente, a Nintendo não tem muita relação com o jogo de realidade aumentada. A marca “Pokémon Go” pertence a Niantic, a desenvolvedora, e a The Pokémon Company, sendo que a Nintendo possui apenas parte dessas companhias.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s