Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Contando Ninguém Acredita Por Blog As notícias mais bizarras e surreais do mundo

Náufrago passa 15 semanas no mar e diz que foi salvo por tubarão

Por Luiza Sahd Atualizado em 4 jul 2018, 20h35 - Publicado em 19 set 2012, 16h29

Tubarões são conhecidos pelos riscos que oferecem aos humanos no mar, mas um homem que passou 15 semanas à deriva em um barco de madeira no Oceano Pacífico tem uma nova versão da história.

Toakai Teitoi, 41, saiu de avião de sua ilha natal Maiana, uma das que compõem o arquipélago da República de Kiribati, em direção à capital, Tarawa. Ele estava a caminho de seu juramento como policial, que aconteceu no dia 27 de maio. Porém, de acordo com “Herald Sun”, durante a estadia, ele assistiu um filme sobre quatro homens que se perderam no mar após a queda de um avião.

Amedrontado, Teitoi resolveu voltar para casa de barco com seu cunhado, Ielu Falaile, 52, no que deveria ser uma viagem de apenas duas horas.

Só que a dupla acabou caindo no sono após uma sessão de pescaria no caminho e, quando acordaram, se deram conta que eles tinham saído do curso e estavam sem combustível (!)

Continua após a publicidade

“Tínhamos comida, mas o problema é que não tínhamos nada para beber”, contou Teitoi.

Ele conseguiu sobreviver por mais tempo por causa de uma tempestade que caiu dias depois. Tentoi aproveitou para acumular quase oito litros de água. O cunhado, mais velho, acabou morrendo de desidratação em 4 de julho, deixando o policial sozinho.

Segundo o policial, um barco de pesca passou perto dele em 11 de setembro, mas eles não o viram. Pouco depois, ele acordou durante uma tarde com o barulho de arranhões e viu um tubarão de 1,80 metros cercando o barco e batendo no casco. “Ele estava me guiando para um barco de pesca. Eu olhei para a água e lá estava a popa de um navio e pude ver a tripulação olhando para mim com binóculos.”

Golfinho fofo é coisa do passado. A moda agora é tubarão domesticado.

* Com informações da Folha de São Paulo 

Continua após a publicidade
Publicidade