Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.

Como os pés de pinguins não congelam em contato com o gelo?

Conheça os truques que essas aves usam para não sofrer hipotermia

Por Luisa Costa Atualizado em 29 nov 2021, 19h30 - Publicado em 18 nov 2021, 16h11

Quando o sangue é bombeado em direção aos pequenos pés da ave, ele perde um pouco de calor para o gelo antes de voltar perna acima rumo ao coração. Para não ficarem em apuros térmicos, os pinguins evoluíram um truquezinho. As artérias (vasos sanguíneos que fazem o caminho de ida) e as veias (caminho de volta) se enroscam uma em torno da outra logo antes de chegarem ao ponto mais próximo do chão, para que o sangue arterial transfira um pouco de calor para o sangue venoso e ele volte mais quentinho. Essa é só uma das mágicas dos pinguins para se agasalhar.

Ponto frio: algumas curiosidades sobre os pinguins

Os pés dos pinguins têm apenas ossos, tendões e pele espessa. Os músculos que os controlam ficam mais para cima na perna, longe do chão gelado.

Pinguins-imperadores se curvam para o barrigão cobrir as pernas, e se apoiam nos calcanhares para reduzir o contato dos pés com o gelo.

A pele preta, que absorve mais calor, é forrada de gordura. A plumagem densa é impermeável, e as aves se espremem em bandos para se esquentar.

Pergunta de @landocota9, via Instagram.

Fontes: BBC Earth Unplugged; Britannica Blog; Penguins Internacional.

Continua após a publicidade

Publicidade