Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Fio de cabelo pode gerar energia solar mais barata

Por Débora Spitzcovsky Atualizado em 21 dez 2016, 10h33 - Publicado em 7 jan 2013, 14h12

O alto custo dos painéis solares é uma das principais reclamações daqueles que têm vontade de aderir à produção de energia solar em casa, mas esse problema pode estar com os dias contados. Milan Karki, jovem de 18 anos do Nepal, descobriu que utilizar fios de cabelo na confecção dos painéis pode diminuir consideravelmente seu custo.

Isso porque a melanina, pigmento que dá cor aos nossos cabelos, é uma excelente condutora de eletricidade e pode cumprir muito bem a função do silício nos painéis solares. Ao substituir o elemento químico pelo cabelo no processo de produção, o preço dessas estruturas pode cair para £23 – o que equivale a cerca de R$ 76. Atualmente, os painéis solares custam, no mínimo, centenas no mercado. É ou não é vantajoso?

A descoberta foi feita por Karki e mais quatro amigos, que tentavam encontrar meios de gerar energia em casas que, como a deles, não têm acesso ao recurso. No Nepal, onde moram os jovens, a falta de energia é bastante comum, principalmente em áreas rurais.

A novidade pode, literalmente, dar uma luz para essas pessoas, já que cabelo é um material muito mais acessível. Até mesmo os cabeleireiros podem se beneficiar da descoberta de Karki e, em vez de jogar no lixo os fios cortados todos os dias, vender o material para a produção de energia limpa. Que tal?

Foto: Zivya/Wikimedia Commons

Leia também:
Óculos de sol feitos com cabelo
Cabelos para limpar os oceanos

Continua após a publicidade
Publicidade