Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Rede social chinesa censura palavras como “amarelo” e “evolução”

Por Carolina Vilaverde Atualizado em 21 dez 2016, 08h49 - Publicado em 22 mar 2012, 13h50

Você já deve saber que a internet na China é constantemente vigiada e censurada, tanto por órgãos estatais quanto por companhias privadas. O que você talvez não saiba são as palavras bloqueadas por alguns censores. Ficou curioso? Dá para conhecer algumas das palavras proibidas na rede social Sina Weibo, a cópia chinesa do Twitter, no Tumblr Blocked on Weibo (em inglês).

A ideia de reunir as expressões proibidas é de Jason Q. Ng, colaborador do blog Waging Nonviolence. O cara já encontrou 384 palavras cuja busca é bloqueada na rede social, e algumas delas podem surpreender. Além de expressões já esperadas, como “pornô” e “incesto”, as palavras “amarelo”, “evolução” e “Dalai Lama” estão na lista proibida.

O que acontece é estas palavras acabam bloqueadas porque têm alguns caracteres específicos que também podem ser usados em palavras mais ‘escabrosas’. Por exemplo, os ideogramas chineses para “amarelo” também podem ser usados para descrever pornografia. Do mesmo jeito, a expressão “pepinos do mar” é censurada porque dois de seus caracteres fazem referência à podolatria (aquele fetiche por pés…).

Para montar o Tumblr, Jason utilizou um script de computador e muita paciência para testar 700 mil títulos da versão chinesa do Wikipédia e encontrar dezenas de palavras banidas da busca do Sina Weibo. A partir da lista, Jason chegou a algumas conclusões: a única discussão religiosa proibida é a que trata do islamismo e, mesmo com um aumento da liberdade sexual na China, procurar por posts sobre afrodisíacos ainda vai fazer retornar mensagens de erro.

E se você nunca ouviu falar dessa rede social, fique ligado, porque o Sina Weibo tem números impressionantes. Lançado em 2009, ele já tem mais de 300 milhões de usuários regulares na China. E enquanto o Twitter precisou de 58 meses para alcançar a marca de 250 milhões de usuários, o Weibo atingiu a marca em apenas 27 meses. Além disso, estima-se que 10 milhões de usuários ingressem no sistema a cada 30 dias.

Continua após a publicidade
Publicidade