Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Abrindo a bagagem do viajante do tempo

Por Da Redação Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 31 out 2016, 18h47 - Publicado em 31 out 2000, 22h00

Otávio Rodrigues

Em 1991, um casal de aventureiros encontrou um corpo congelado nos Alpes italianos. Até aí nada de novo, porque é relativamente fácil morrer naquele lugar isolado e frio. Pouco depois, no entanto, descobriu-se que aquele cidadão congelado morrera há um bocado de tempo. Muito mesmo. Uma datação com carbono-14 mostrou que Ötzi – celebridades precisam ter nome – vivera neste mundo há 5 300 anos. Embora não tivesse planejado essa jornada tão importante pelos milênios, Ötzi trouxe com ele uma bagagem valiosíssima. Elegante (bota e roupas de couro bem costuradas, um sobretudo impermeável feito de capim) e conservadão (pudera, passou esse tempo todo enterrado no gelo), seu arsenal incluía ferramentas, armas e até um “bat-cinto” de mil utilidades. Na mão, a machadinha de cobre – prova de que a Idade da Pedra terminara muito, muito tempo antes. Mas o melhor da investigação vem agora. Dia 25 de setembro, Ötzi saiu do congelador mais uma vez. Foi examinado, escaneado, forneceu amostras de pele, tecidos dos órgãos e até restos de sua última refeição. A causa é nobre. Uma equipe está fazendo um mapa do seu genoma. Outra estuda as seqüências genéticas de algumas bactérias que ele carregava, o que permitirá determinar hábitos alimentares e doenças comuns àquela época. E será possível conhecer até as temperaturas sob as quais vivia nosso velho amigo a partir de uma análise dos minerais tirados no esmalte de seus dentes.

Os primeiros resultados saem daqui a quatro meses. Como diria o Ötzi, agora é só esperar.

Para saber mais

https://dsc.discovery.com/stories/history/iceman/otzi.html

Continua após a publicidade

O check-up da múmia

Dados coletados em um pastor de ovelhas que ficou congelado 5 000 anos nos Alpes, apelidado de Ötzi, contam sua história

1. Partículas achadas no intestino revelam que Ötzi comeu variedade de trigo do sul da Itália; teria vindo de lá?

2. Sobretudo impermeável de capim, que continuou em uso na região até o século XIX

3. Roupas de couro muito bem cortadas e costuradas. Botas forradas com folhagens para reter calor

4. No cinto guardava pedras e cogumelos secos para fazer fogo e ferramentas para pequenos consertos

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.