Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Agulhas de pedra mais antigas do mundo são encontradas no Tibete

Os artefatos têm aproximadamente 9 mil anos de idade e, segundo um novo estudo, eram utilizadas para costurar itens como tendas.

Por Caio César Pereira
7 jul 2024, 12h00

Em uma escavação realizada em 2020 próximo ao lago Xiada Co, no oeste da província chinesa do Tibete, uma equipe de arqueólogos descobriu seis objetos de pedra semelhantes a agulhas. Após análises em laboratório, pesquisadores confirmaram que, de fato, se tratava de agulhas com até 9 mil anos de idade.

No estudo, publicado agora no  Journal of Archaeological Science: Reports, os pesquisadores utilizaram microscopia de campo ultraprofundo, modelagem 3D e datação por radiocarbono para analisar a composição, estrutura e idade dos artefatos encontrados. 

Dentre as seis agulhas, somente duas estavam completamente intactas. Elas variavam entre as cores verde e creme, e eram feitas com minerais como tremolita, serpentina, actinolita e talco. Elas chegavam a até aproximadamente 7cm, com uma extremidade mais fina e a outra com uma espécie de buraco de 1,37 a 3 milímetros de largura.

O processo de confeccionar agulhas de pedra são muito mais demoradas e trabalhosas do que para fazer as agulhas feitas de osso, por exemplo, fazendo os pesquisadores acreditarem que essa não foi uma escolha aleatória.

“Como eram mais duras e mais espessas do que agulhas de osso, concluímos que essas agulhas de pedra podem ter sido usadas para costurar materiais mais grossos, como uma tenda”, explica Yun Chen, pesquisador da Universidade de Sichuan, na China, e um dos autores do estudo.

Continua após a publicidade

A confirmação se de fato os artefatos encontrados eram agulhas ou não ainda gerou algumas dúvidas. Por conta das pontas serem um pouco mais largas, e pela presença de pigmentos mais avermelhados, alguns acreditam que essas agulhas na verdade serviam mais como um ornamento simbólico, como um colar, por exemplo.

Os padrões encontrados nas agulhas de pedra, entretanto, eram similares às agulhas de osso, o que sugere aos pesquisadores que elas de fato eram utilizadas como agulhas. Para confirmar isso, eles decidiram replicar o processo de fabricação das agulhas. 

Eles rasparam, moeram e perfuraram placas de tremolita e obsidiana, e em seguida, recriaram as listras presentes nas agulhas. Todo esse processo levou um longo tempo, com os pesquisadores levando pelo menos cinco horas só para perfurar uma das placas, e fazer um orifício liso igual ao encontrado nas agulhas tibetanas.

Continua após a publicidade

Essas agulhas de pedra encontradas também são os objetos feitos de pedra mais antigas feitas através da moagem. Essas novas agulhas puxam para trás a descoberta de agulhas de pedra em pelo menos 6000 anos, já que as mais antigas feitas de pedra encontradas na China tinham apenas 2700.

Mas elas não são as agulhas mais antigas. Em escavações realizadas na Caverna Denisova, na Rússia, arqueólogos encontraram agulhas feitas de osso que datam de aproximadamente 50 mil anos.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.