Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Aquecimento e CO2 ameaçam a própria base da vida marinha

Por
Atualizado em 11 mar 2024, 11h08 - Publicado em 14 jul 2016, 22h00

Os oceanos são uma espécie de heróis e vítimas do clima. Segundo os cientistas, ao longo do século passado, eles absorveram mais de um quarto das emissões globais de dióxido de carbono (CO2) liberadas pelas atividades humanas.

Mas esse comportamento de “sumidouro” tem um custo alto, que resulta na acidificação das águas. Um processo que deve se intensificar, já que as emissões não dão sinal de trégua e o termômetro global continua subindo.

LEIA: Peixe é flagrado dentro de uma água viva

Para piorar, os cientistas começam a observar impactos negativos desse processo sobre os próprios mecanismos regulatórios da concentração de CO2 na atmosfera e no mar.

Continua após a publicidade

Dois estudos recentemente publicados na revista científica Limnology & Oceanography and Biogeosciences relatam que o aquecimento das águas pode exacerbar os efeitos da acidificação oceânica nas colônias de fitoplâncton calcário, chamados de coccolithophores.

LEIA: Cientistas hipnotizam filhote de tartaruga

São algas minúsculas, com menos de um centésimo de milímetro, essenciais para a manutenção do ecossistema marinho e absorção e remoção de CO2 da atmosfera para realização de fotossíntese. Ou seja, elas desempenham um papel importante no ciclo biogeoquímico e na regulação do clima global.

Continua após a publicidade

Para o estudo, os pesquisadores da Universidade Autônoma de Barcelona fizeram um isolamento de cultura de uma das espécies mais abundantes desse fitoplâncton no Mar Mediterrâneo e no Norte do Oceano Pacífico.

LEIA: Robô-sereia encontra vaso do século 17 no fundo do mar

Usando microscópio eletrônico de varredura de imagem, os pesquisadores observaram um aumento no percentual de fitoplânctons malformados e incompletos em um ambiente mais quente e acidificado.

Continua após a publicidade

De acordo com os cientistas, no longo prazo, esse processo pode dificultar o sucesso evolutivo desses fitoplânctons e seu papel na regulação de carbono atmosférico e no clima global.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.