Clique e assine a partir de 5,90/mês

Casco da tartaruga é um osso duro de roer

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h32 - Publicado em 31 out 1997, 22h00

Por que o casco da tartaruga é tão duro? Para que ele serve?

O casco tem duas camadas. Por baixo é osso, feito de cálcio, parecido com o humano. Por cima, existem placas de um tecido semelhante ao da nossa unha, só que muitíssimo mais duro. São elas que compõem aquelas figuras coloridas que adornam a carapaça. A combinação de osso e unha forma uma blindagem maciça, que cobre praticamente todo o corpo do bicho e serve como proteção. A necessidade da casca deriva da lentidão que caracteriza a tartaruga. Como ela não consegue correr, a exemplo de outros animais, tem que se esconder em algum lugar, e nada melhor do que levar o refúgio nas costas. Quando se vê ameaçada, puxa a cabeça e os membros para dentro e poucos são os predadores que conseguem tirá-la de lá. A onça, que quebra e abre o casco, é um deles.

Graças a essa armadura permanente é que as tartarugas habitam a Terra há tanto tempo. As primeiras foram contemporâneas dos dinossauros, há mais de 200 milhões de anos. Os desenhos animados sugerem que ela pode largar o seu casco e voltar para dentro dele na hora que bem entender. Impossível. “As suas vértebras são fundidas na carapaça e ela tem que carregá-la por toda a existência”, explica o zoólogo Flávio Molina, da Fundação Parque Zoológico de São Paulo. E é uma existência longa: elas vivem 100 anos, em média.

Proteção em dose dupla

A casca serve como camuflagem e também como caixa blindada.

A cor do revestimento, formado por uma espécie de unha, varia de uma espécie para outra.

Por baixo, há uma camada de osso, o que garante a firmeza da carapaça.

Continua após a publicidade
Publicidade