GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Cientistas ressuscitam neurônios de porcos

Técnica recuperou a atividade das células 4 horas após morte cerebral dos animais.

Pesquisadores da Universidade Yale, nos EUA, fizeram com que células do cérebro de porcos voltassem a funcionar horas após a morte. Não foi uma ressurreição plena. Não foi possível reestabelecer, por exemplo, impulsos elétricos entre os neurônios, algo essencial para devolver a consciência aos suínos.

Mesmo assim, as células recuperaram seu metabolismo, respondendo a estímulos – algo inédito. Para alcançar esse feito, os cientistas criaram um sistema chamado BrainEx, que bombeava um fluido artificial no cérebro dos porcos já mortos.

Esse fluido fazia o papel de sangue, abastecendo as veias com oxigênio, açúcar e outros componentes essenciais. Foram analisados cérebros de 32 porcos, que haviam sido abatidos quatro horas antes para servir à indústria alimentícia. Depois de seis horas sendo irrigados pelo sangue artificial, os tecidos cerebrais já funcionavam parcialmente.

As células retomaram funções básicas: voltaram a consumir energia, descartar resíduos como o CO2, e até reagiram a drogas aplicadas pelos pesquisadores