GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Como se forma a remela?

Aquela pelota amarela ou branca que se forma no canto dos olhos quando acordamos é uma espécie de sobra das lágrimas.

Aquela pelota amarela ou branca que se forma no canto dos olhos quando acordamos é uma espécie de sobra das lágrimas. Essencial para a lubrificação dos olhos, a lágrima é formada por 3 componentes: uma camada de muco, que aprisiona partículas de poeira; uma camada líquida, que fornece sal, proteínas e outros componentes importantes para a saúde da córnea; e uma camada gordurosa, mais externa, que ajuda a prevenir a evaporação da lágrima na superfície do olho.

Depois que as lágrimas são produzidas, elas se espalham pelo olho graças ao movimento de abrir e fechar das pálpebras. O excesso do fluido lacrimal é empurrado para o canto do olho, junto com poeira e todo tipo de sujeira que chega à nossa visão. À noite, nossas glândulas lacrimais reduzem a produção da parte aquosa da lágrima, mas continuam a produzir muco e gordura.

O ressecamento dessa meleca dá origem à remela – ou ramela, as duas formas estão certas. Em geral, ela não é sinal de problemas, mas, se a produção for excessiva e esverdeada, pode estar rolando uma infecção na conjuntiva, a membrana que cobre a parte interna das pálpebras. Daí, é preciso consultar um oftalmologista para se ver livre do incômodo e evitar problemas.

Por dentro da meleca

Parte não líquida da lágrima forma a remela

 

1. A lágrima é formada por água, muco e gordura. Na parte superior do olho, a glândula lacrimal libera a água e o muco.

 

2. A porção gordurosa da lágrima é secretada pelas glândulas de Meibomius, na borda das pálpebras inferior e superior.

 

3. Sempre que piscamos, a lágrima se espalha pelo globo ocular. O excesso é empurrado pelas pálpebras para o canto dos olhos.

 

4. A parte líquida da lágrima é absorvida pelo duto lacrimal. O muco, a camada oleosa e a sujeira acumulada ressecam e se transformam na remela.