GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

De onde veio o zika? Estudo traça caminho do vírus até o Brasil

Segundo levantamento da Fiocruz Pernambuco, a última parada do agente infeccioso antes de desembarcar por aqui teria sido o Haiti

A incidência de infecções pelo vírus da Zika no Brasil vem caindo desde a epidemia que assolou o país em 2015. Mesmo assim, os número ainda preocupam. Só em 2018, 88 a cada 100 mil brasileiros sofreram com a doença, que tem um impacto especial sobre mulheres e crianças.

A boa notícia é que a ciência brasileira está cada vez melhor em compreender o problema – e suas origens. Um estudo conduzido por pesquisadores da Fiocruz Pernambuco, publicado recentemente no International Journal of Genomics, registra uma “biografia” detalhada da doença. Já se sabia, por exemplo, que o vírus surgiu na Polinésia Francesa, onde ficam praias paradisíacas como o Taiti. A nova pesquisa foi além – e traça, passo a passo, a rota que o zika percorreu até chegar ao Brasil. Os resultados são surpreendentes.

Uma das grandes hipóteses era que a Copa do Mundo de 2014 teria alguma culpa, trazendo o vírus às terras verde-amarelas junto com os visitantes internacionais. No mesmo ano, também houve o campeonato mundial de canoagem no Rio de Janeiro. Mas os eventos esportivos foram absolvidos – nenhum dos dois foi responsável pela chegada do Zika.

Segundo o artigo, o vírus original seguiu da Polinésia Francesa até a Oceania e, de lá, viajou até a Ilha de Páscoa, sempre “hospedado” em seres humanos infectados. Dali, partiu rumo à América Central e ao Caribe. E de lá, foi um pulo até chegar no Brasil.

De acordo com os pesquisadores, essa é uma porta de entrada comum para muitos vírus que chegam à América do Sul: “Isso coincide com o caminho percorrido pelos vírus dengue e chikungunya”, observa, em nota, Lindomar Pena, que participou da investigação.

Mapa mostra a rota do vírus zika até chegar ao Brasil Mapa mostra a rota do vírus zika até chegar ao Brasil.

Mapa mostra a rota do vírus zika até chegar ao Brasil. (International Journal of Genomics/Reprodução)

Os pesquisadores encontraram detalhes ainda mais específicos sobre a jornada do Caribe até aqui. Fizeram isso analisando mais de 4 mil amostras de genomas completos de três tipos de zika. O objetivo era descobrir qual deles era mais parecido geneticamente com a “versão” do vírus (ou a cepa viral) que causou a epidemia brasileira.

Entre todas essas amostras, aquelas que vinham do Haiti eram as mais aparentadas ao Zika do Brasil. O que não quer dizer que um único viajante foi responsável pela epidemia. Pelo contrário: de acordo com os autores do estudo, o mais provável é que o vírus tenha chegado aqui por várias vias, mas principalmente por meio de refugiados haitianos e militares brasileiros – completando a volta ao mundo desse penetra inconveniente.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Hey there! I’ve been following your sitee for some time now and finally got the courage to go ahead
    aand giuve you a shout out from Kingwood Tx! Just wanted too
    tell you keep up the good work!

    Curtir

  2. Remarkable things here. I’m very satisfied to peer your post.

    Thanks so much and I aam having a look ahead to touch you.

    Will you kindly drop me a mail?

    Curtir

  3. What i do not realize is in reality how you’re
    not actually a lot more well-favored thhan you may be rigt now.
    You are very intelligent. Yoou realize thus significantly in the cqse of this matter, produced me in my opinion believe it from a lot
    of various angles. Its like men and women are not interested unless it is one thing to do with Girl gaga!
    Your own stuffs outstanding. At all times maintain it up!

    Curtir

  4. Hello, i think hat i saw you visuted my weblog so i
    came to “return tthe favor”.I’m attempting to find things
    to enhance my site!I suppose its ok tto usee some
    of your ideas!!

    Curtir

  5. Your style is really uniqaue compared to other people I’ve read stuff from.
    Thank you for posting when yoou have thee opportunity, Guess I’ll juxt
    bookmark this site.

    Curtir