Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Hipopótamos ficam suspensos no ar quando correm

Um grupo de biólogos com uma câmera de alta velocidade descobriu que esses animais, apesar do peso, tiram as quatro patas do chão para ganhar velocidade.

Por Isabela Lobato
5 jul 2024, 18h00

Um animal de quase duas toneladas e sem asas suspenso no ar. É difícil imaginar o hipopótamo nessa situação. Mas foi isso que um grupo de biólogos constatou ao observar imagens desses animais correndo em velocidade máxima: as quatro patas podem ficar no ar ao mesmo tempo. 

Os hipopótamos correm surpreendentemente rápido para um animal tão pesado e de perninhas tão pequenas: podem chegar a 30 km/h em distâncias curtas. 

É muito desafiador estudar esses bonachões na natureza, por três motivos: eles têm uma rotina noturna, passam mais de 75% do tempo parcialmente submersos em rios e pântanos e, apesar da carinha fofa, são muito perigosos para humanos.

No artigo publicado nesta quarta (3) na revista Peer J, pesquisadores do Reino Unido apontam que os hipopótamos passam cerca de 0,3 segundos totalmente fora do chão quando estão correndo.

Continua após a publicidade

Parece pouco, mas isso equivale a cerca de 15% do tempo do seu ciclo de passos. Para chegar nos resultados, os pesquisadores filmaram 32 indivíduos em 169 situações diferentes, usando uma câmera de alta velocidade. 

Alguns outros animais se deslocam no ar velozmente, como felinos e cavalos. Mas isso é incomum em animais maiores os elefantes, por exemplo, nunca saem do chão com as quatro patas.

A pesquisa também esclareceu uma dúvida antiga: se os hipopótamos andam como os elefantes (as pernas esquerdas se movem para frente juntas, e depois as direitas) ou como o trote dos cavalos (na diagonal, com pernas sincronizadas)?

A verdade é que, independentemente da velocidade, os hipopótamos trotam quase o tempo todo. Os cientistas ressaltam que são poucos os quadrúpedes que se movimentam principalmente por meio do trote.

Continua após a publicidade

Apesar de serem os parentes terrestres mais próximos das baleias, os hipopótamos não sabem nadar. O estudo apontou que, para se locomover na água, esses animais também trotam. Também é comum que eles afundem e usem a perna como impulso para voltar para a superfície quando precisam de ar. 

Os pesquisadores afirmam que os resultados reforçam o que sabemos sobre as habilidades dos mamíferos terrestres e podem nos ajudar a entender como os hipopótamos evoluíram. Na prática, isso também poderia ajudar os veterinários a diagnosticar e monitorar lesões em hipopótamos.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.