Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Homens com barriga de chope são mais saudáveis, diz antropólogo

Para Richard Bribiescas, professor da Universidade Yale, estar um pouquinho acima do peso pode até ser positivo – mas só para quem é casado e tem filhos. Entenda:

Por Ingrid Luisa Atualizado em 10 ago 2018, 17h56 - Publicado em 10 ago 2018, 16h21

Ganhar uma certa barriguinha depois da paternidade pode tornar os homens mais saudáveis, mais atraentes, mais longevos e melhores em transmitir seus genes. É o que acredita o antropólogo Richard Bribiescas, professor da Universidade Yale e autor de um livro a respeito: How Men Age: What Evolution Reveals about Male Health and Mortality (“Como o homem envelhece: o que a evolução revela sobre a saúde masculina e a mortalidade”, não lançado em português).

Segundo ele, isso está ligado aos níveis decrescentes de testosterona. A testosterona é um hormônio que, nos homens, é produzido pelos testículos. Além de governar características sexuais masculinas (crescimento das gônadas, nascimento de pelos, engrossamento da voz, etc), esse hormônio também determina as formas típicas do corpo do homem.

Conforme os níveis de testosterona diminuem – o que ocorre naturalmente à medida que o homem envelhece –, o corpo tende a ganhar peso e reduzir sua massa muscular. Assim, o excesso de energia dos alimentos se deposita, na forma de gordura, em volta do abdômen, criando a “barriguinha de chope”. De acordo com Bribiescas, a queda na testosterona também faz com que os homens procurem menos parceiros sexuais, e invistam mais tempo na família e nos filhos.

Ele também aborda o lado da saúde. Embora o sobrepeso esteja comprovadamente ligado ao risco de doenças cardíacas, a queda nos níveis de testosterona também desacelera o metabolismo do homem – o que pode trazer benefícios. Um estudo de 2008 descobriu que homens com metabolismo acelerado tinham 50% mais risco de morrer em um ano do que aqueles cujos corpos queimavam menos energia em repouso.

“Embora os homens sejam, em média, maiores e fisicamente mais fortes que as mulheres, eles têm uma fraqueza considerável: mais dificuldade em combater infecções e doenças, além de não se cuidarem”, disse o autor.

De toda forma, as questões envolvendo a testosterona são de interpretação complexa. Níveis muito baixos do hormônio estão associados a falta de energia, perda de libido, disfunção erétil, etc. A barriguinha de chope pode até ser vantajosa, mas é bom os papais não descuidarem das taxas de seus hormônios. E, mais importante, não desistirem de um estilo de vida saudável.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 12,90/mês