Clique e assine a partir de 8,90/mês

Idosos recebem células de porco no cérebro

O objetivo é fazer com que elas liberem uma substância que estimula a produção de dopamina

Por Bruno Garattoni - Atualizado em 1 nov 2017, 13h31 - Publicado em 26 jul 2017, 17h45

Dezoito pessoas que sofrem de Parkinson, doença que provoca tremores incontroláveis e é causada pela falta do neurotransmissor dopamina, receberam injeções de células suínas no cérebro.

A experiência, realizada pela empresa neozelandesa Living Cell, usou células extraídas do plexo coroide, parte do sistema nervoso dos porcos.

Elas foram revestidas com uma membrana de alga marinha, para evitar que o sistema imunológico humano as destrua.

A ideia é que as células de porco liberem Fator de Crescimento Nervoso (NGF), o que estimularia a produção de dopamina no cérebro dos pacientes.

Publicidade