GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Indiano é aniquilado por objeto que caiu do céu

Dúvida é se o estrago foi feito por um meteorito, dejetos vindos de um avião ou lixo espacial

Era a hora do almoço sábado passado. O motorista de ônibus Kamaraj (o sobrenome não foi divulgado) tomava uma fresca no gramado ao lado da cantina, na Faculdade de Engenharia Bharathidasan, província de Tamil Nadu, Índia. Ele não teve a menor chance de reagir: com uma explosão que foi ouvida por 3 km e quebrou todas as janelas das salas de aula e dos carros estacionados, Kamaraj foi fulminado. Em seu lugar, ficou uma cratera com 1,2 m de diâmetro.

A ministra Jayalalithaa Jayaram foi rápida em anunciar que um meteorito era a causa da morte. O que causou rebuliço, porque essa seria a primeira morte por meteorito confirmada cientificamente na história.

Leia também:
Qual o risco de um asteroide atingir a Terra?
Meteoro cai na Rússia e deixa mais de 400 pessoas feridas. Veja vídeo

Mas a Nasa e a Agência Espacial Indiana deitaram um balde de água fria na (algo mórbida) excitação. A Nasa afirmou que, analisando a foto da cratera, parece mais com um algo de origem terrestre. A Agência Espacial Indiana, que está fazendo análises químicas das misteriosas pedrinhas azuis tiradas do local, também acha que não foi um meteorito. Restos de meteorito costumam ser pretos ou amarelos. “É altamente improvável, mas só teremos certeza após a análise química”, afirma o cientista Vipparthi Adimurthy, diretor associado do Centro Espacial Vikram Sarabhai.

Mas, se não foi um meteorito, o que teria sido? As possibilidades são talvez ainda mais assustadoras. Uma delas é que se trate de lixo espacial – o que seria também a primeira vez na história, e uma prévia macabra sobre o que pode vir no futuro, com a órbita terrestre mais suja que Copacabana depois do Carnaval. Outra tem algo de humor negro: poderia ser um bloco de fezes congeladas saído de um avião. E há a óbvia, mas não menos sombria, possibilidade de ser apenas uma bomba, um possível atentado terrorista.

Três anos atrás, uma chuva de meteoritos em Chelyabinsk, na Rússia, deixou 1.200 feridos. Nenhum por impacto direto, mas por estilhaços de vidros e de outros objetos atingidos.

Leia mais:
Encontrado meteorito mais velho que a Terra
Os perigos do lixo espacial