GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Jared Diamond

O biólogo americano diz que o ambiente é o fator mais importante para a supremacia de algumas civilizações e fala da estranha vida sexual dos seres humanos.

Alexandra Martins

Ele em nada se parece com os modernos pesquisadores que delimitam ao máximo seu objeto de estudo e não se sentem seguros ao tratarem de temas muito amplos. Autor de Por que o Sexo é Divertido? (Rocco) e Armas, Germes e Aço (Record), Jared Diamond é ambicioso o bastante para tentar explicar, por exemplo, porque foram os europeus que colonizaram os índios brasileiros e não os índios brasileiros que colonizaram os europeus. E não se contenta com a resposta óbvia de que a tecnologia bélica dos europeus era mais avançada. Diamond vai além, em busca das razões que levaram os europeus a usarem essa tecnologia antes de povos tão sofisticados como os incas – dizimados pelos espanhóis no século XVI.

Após desacreditar de uma vez por todas a idéia de que foram as diferenças de raça que levaram a essa vantagem tecnológica, ele diz que o ambiente foi o fator mais importante nessas diferenças. “A disponibilidade de animais domesticáveis e de plantas cultiváveis permitiu a certos grupos fixar-se num lugar e liberar pessoas para tarefas como a inovação tecnológica, a religião ou a burocracia”, diz o pesquisador, que também falou de um de seus temas prediletos: a estranha vida sexual dos seres humanos.

Super – Por que foram os europeus que colonizaram americanos e africanos e não o contrário?

Essa é a grande pergunta da História cuja resposta também pode explicar por que o Brasil foi colonizado por portugueses do Velho Mundo, em vez de os brasileiros terem ido para a Europa e exterminado os portugueses. A resposta não tem nada a ver com o povo em si. Tem relação com o ambiente onde os europeus viviam: regiões com um número extenso de animais que podiam ser domesticados ajudando a fixar a população num local, gerando uma explosão demográfica e o uso de ferramentas de metal. Com essas ferramentas, vieram os reis, os impérios e seus exércitos. O desempenho dos povos com seus exércitos e utensílios de ferro foi capaz de derrotar os nativos.

Os euroasiáticos sempre tiveram esse nível de superioridade?

Na Idade da Pedra, a África gozava de uma certa liderança. Foi lá que os primeiros humanos usaram ornamentos modernos e jóias, há 65 000 anos. Depois a Austrália passou na frente por ser a primeira região a contar com barcos, há 40 000 anos. Na Eurásia, há 11 000 anos, não existiam barcos. Finalmente, 10 000 anos atrás, povos do oeste da Ásia começaram a passar na frente porque desenvolveram armas metálicas, escrita e a agricultura local.

Por que alguns povos desenvolveram ferramentas de pedra e outros avançadas ferramentas de ferro e novas formas de defesa?

Podemos pensar de duas formas. Uma delas é que, para você desenvolver armas de ferro, precisa ter equipamentos pesados como uma forja – que provavelmente pesa de 200 a 500 quilos. Mas suponha que você seja um nômade, que vai mover sua cabana toda semana. Você não pode mover uma forja de 500 quilos nas costas. Caçadores nômades nunca tiveram qualquer tecnologia de qualquer fonte. A outra razão é que para desenvolver uma forja de ferro você precisa de pessoas que gastem muito tempo nas vilas trabalhando com esses materiais. Numa sociedade de caçadores nômades, todos os adultos vão caçar comida diariamente. Essa é a razão pela qual os caçadores nômades nunca tiveram armas de ferro nem poderiam ter construído cidades com organização política sofisticada. Os índios da Amazônia são um exemplo disso. Eles podem ter barcas, mas não têm reis e impérios. E eles não podem ter reis e impérios enquanto se moverem a cada semana. Nem o presidente do Brasil nem o dos EUA precisam ir caçar em busca de alimentos.

Que fatores fazem uma sociedade estar à frente do seu tempo?

Um misto de causas ambientais, políticas e econômicas. Um bom exemplo são a Alemanha e a Coréia. Em cada uma dessas regiões, a população fala a mesma língua, mas economicamente se organiza de forma diferente. O sul da Coréia é uma potência industrial e o norte é mais atrasado, assim como o oeste alemão é mais desenvolvido que o leste devido aos diferentes sistemas de governo. Outro fator é ambiental: o Brasil é rico em fontes naturais. Até o clima influi. Nas áreas mais tropicais, você tem mais problemas de saúde pública, o que pode diminuir a produtividade – já que as pessoas precisam de mais tempo para o tratamento de doenças.

Você está dizendo que o clima temperado pode contribuir para o avanço de alguns povos?

Alguns economistas famosos dizem que onde o clima é quente, as pessoas se cansam mais, suam, são preguiçosas, não se levantam da cama para criar. Isso não é verdade. Lugares frios como os países da Escandinávia já foram uma das regiões mais primitivas do mundo. As invenções mais significativas da História foram criadas nas partes mais amenas da Eurásia e levadas para as partes frias da Europa. Na América do Sul, os povos ao redor da Amazônia vivem na área mais quente da América e fundaram as vilas mais antigas, de 8 000 anos.

Você escreveu um livro com o nome Por que sexo é divertido?...

Na verdade, a pergunta é: por que para os humanos o sexo é bom todos os dias enquanto as outras espécies animais gostam de fazer sexo somente quando a fêmea está ovulando. Essa é apenas uma das diferenças. Outra diferença está no papel dos seios, por exemplo, que deveriam se desenvolver apenas para a amamentação. Nos humanos, os seios crescem e ficam grandes muito antes, sinais que, com certeza, têm a função de atrair os homens.

O tamanho do pênis dos homens também teria a mesma função?

Sim. Estamos entrando num assunto que os brasileiros ou americanos não vão gostar. Nos humanos, o pênis é muito maior que nos gorilas ou chimpanzés. Do ponto de vista biológico, esses centímetros são um desperdício de carne que poderia ter sido usado em um cérebro maior ou em um dedo de mão maior. Por que desperdiçamos gramas de carne e tecido tão valiosos? Acho que a resposta é a mesma da anterior. É apenas um símbolo sexual, uma particularidade sexual dos humanos. Outra diferença é que as mulheres não emitem sinais quando estão ovulando, ao contrário de outras fêmeas. Suponha que uma mulher brasileira ovulando ficasse com a face vermelha. Quando ela parasse de ovular, talvez seu marido deixasse de ser amável ao perceber que ela não estaria no período fértil e procuraria outra mulher com o rosto vermelho. Seria um desastre para a família.

Por que o senso comum diz que o homem tem sempre mais apetite sexual que a mulher?

O que os psicólogos dizem é que os homens são muito mais interessados em ter casos fora do casamento do que as mulheres. A razão provável que explicaria isso biologicamente é que um homem, ao ter uma relação extraconjugal, demora uns cinco minutos para engravidar uma mulher. A mulher que tem um caso não gasta apenas cinco minutos, mas nove meses, mais o tempo da amamentação. Já o homem pode sair com uma mulher hoje e engravidá-la e sair com outra no dia seguinte e engravidá-la também.

O senhor já disse que é a favor do desenvolvimento da capacidade masculina de amamentação?

Sim, a ciência já trabalha com alguns meios capazes de fazer os homens amamentarem, embora ainda não sejam tão eficientes. O homem pode produzir leite através de estimulação mecânica dos mamilos ou tomando injeção de hormônios. Na Segunda Guerra Mundial, houve casos de homens em campos de concentração produzindo leite. Eu até que gostaria de amamentar, mas os meus filhos já passaram dessa época. Eu recomendo aos leitores homens dessa revista que dividam o trabalho de amamentação das crianças com suas mulheres. Eles terão uma relação muito melhor com seus filhos.

Frase

“Do ponto de vista biológico, o pênis humano é um desperdício de carne que poderia ser usado em outros órgãos”