GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Nasa vai retomar foguete nuclear

Veículo teria reator de urânio a bordo – e muito mais alcance que as espaçonaves atuais

Durante a Guerra Fria, a agência espacial americana tentou desenvolver um foguete do tipo, mas ele era considerado perigoso e foi abandonado em 1972.

Agora, o projeto está sendo ressuscitado pela Nasa, que decidiu retomar as pesquisas com propulsão nuclear.

O foguete atômico é projetado para usar combustível normal (metano ou oxigênio líquido) no lançamento. O reator só seria ligado quando ele chegasse ao espaço.

Aí ocorreria uma reação de fissão nuclear, que quebra os átomos do urânio e emite calor – usado para queimar hidrogênio e impulsionar o foguete.

A vantagem é que o reator nuclear gera calor por décadas, e o hidrogênio pode ser obtido no espaço (é o principal componente do chamado Meio Interestelar, que preenche o espaço entre as estrelas).

Ou seja: uma nave nuclear seria capaz de voar por um longo tempo, chegando muito mais longe do que os modelos atuais.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes do site. Assine agora e tenha acesso ilimitado.

Conheça os planos de assinaturaOU

Já é assinante? Faça o login