GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Perfume genético deixa pessoas mais atraentes

Substância amplifica as mensagens do sistema imunológico - que homens e mulheres trocam sem perceber.

O corpo humano produz uma molécula, o complexo principal de histocompatibilidade (MHC), que desempenha vários papéis no sistema imunológico. Ela produz um odor específico, que pode ser detectado por homens e mulheres. A ciência já sabe disso há alguns anos. Mas agora existe uma versão artificial da molécula, que pode ser usada como perfume para turbinar a atração sexual e foi criada por cientistas do Instituto Max Planck, na Alemanha.

Quando você busca um parceiro, o ideal é que ele tenha o sistema imunológico complementar ao seu, ou seja, que possua imunidade a doenças contra as quais você não está protegido. Dessa forma, quando vocês fizerem sexo, as imunidades se somarão e vocês terão filhos saudáveis. Ou seja: o MHC nos ajuda a saber quem tem imunidade complementar à nossa. Quando isso acontece, achamos a outra pessoa atraente. Tudo inconscientemente, sem que percebamos – pois o MHC não possui um ‘cheiro’ que possa ser reconhecido de forma consciente.

Os cientistas criaram uma substância capaz de amplificar o MHC. “Isso abre possibilidades para a produção de um perfume personalizado, que envia um sinal mais forte para potenciais parceiros”, explica Manfred Milinski, diretor do instituto. Antes que você pergunte, não é possível enganar a natureza e sair por aí usando o MHC do Brad Pitt ou da Angelina Jolie – porque ele seria anulado pelo composto natural do seu organismo. Em suma: turbinar, tudo bem. Só não vale enganar.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.