GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Você ingere 50 mil partículas de plástico por ano

Pesquisadores tentam entender como os microplásticos afetam a saúde — por enquanto, pouco se sabe.

Estudos recentes têm demonstrado que traços de plástico são encontrados em todos os cantos imagináveis do planeta. Quer seja no cume do monte Everest, nas profundezas da Fossa das Marianas ou flutuando centenas de quilômetros pela atmosfera: os pedacinhos de polímero estão por toda parte. Já contaminaram terra, água e ar. Agora, pela primeira vez, pesquisadores constataram que os microplásticos estão se acumulando em um lugar ainda mais próximo de nós — dentro do nosso corpo.

Para obter uma estimativa confiável da quantidade de partículas que uma pessoa ingere no seu dia a dia, cientistas canadenses fizeram uma extensa revisão da literatura científica em torno do assunto. Dados de 26 estudos conduzidos nos últimos anos foram utilizados para quantificar a presença de microplásticos em peixes, mariscos, açúcar, sal, cerveja, água e no ar das cidades. E a conclusão é alarmante. Um adulto padrão consome, em média, 50 mil partículas de microplásticos a cada ano. Em crianças, o número cai um pouco: 40 mil.

Mas o aspecto mais preocupante é que essa parece ser só a pontinha do iceberg de todo o plástico que vai parar no nosso organismo. Diversos alimentos foram levados em conta na pesquisa, só que a grande maioria não foi. Só 15% das calorias ingeridas numa dieta típica foram incluídas no levantamento, publicado no Environmental Science and Technology.

“Não sabemos muita coisa, existem algumas lacunas enormes nos dados que precisam ser preenchidas”, disse ao jornal inglês The Guardian o autor principal do estudo Kieran Cox, do departamento de biologia da Universidade de Victoria, no Canadá. É provável que outros tipos de comida, como pães, carnes e vegetais também contenham bastante resíduos de plástico, o que poderia elevar a quantidade anual de partículas para centenas de milhares.

Veja também

Até agora, os dados mais precisos já coletados são os que detalham o caso da água. Quem tem o hábito de consumir água de garrafinha não está somente hidratando seu corpo: está também enchendo ele de plástico. Uma pessoa que bebe apenas água engarrafada em embalagens descartáveis coloca para dentro de si 130 mil partículas de plástico por ano — só dessa fonte. Tomar água da torneira reduz drasticamente o número, para 4 mil.

Cientistas ainda não sabem ao certo que tipo de danos os microplásticos podem causar à saúde. Alguns pedacinhos são tão minúsculos que podem penetrar nos tecidos humanos e disparar reações do sistema imunológico. Sabe-se também que as partículas de polímeros podem carregar e liberar substâncias tóxicas. Na dúvida, é melhor optar por alimentos e bebidas envoltos em embalagens sem plástico. A saúde e o planeta agradecem.