Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Oráculo

Por aquele cara de Delfos
Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.
Continua após publicidade

Como se calcula a altitude de um lugar?

Com um instrumento chamado altímetro, que gera o dado a partir da pressão atmosférica.

Por Bruno Vaiano Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
16 jun 2021, 09h03

Com fita métrica, oras. Brincadeira: vamos explicar aqui como os altímetros funcionam.

Os mais tradicionais são os barométricos. Isso significa que eles deduzem a altitude a partir da pressão atmosférica. Ao nível do mar, o ar é mais denso. Conforme subimos, a atmosfera se torna mais rarefeita – no topo do Everest, mal dá para respirar.

O altímetro mede a pressão usando uma bolsinha sanfonada em seu interior. Em um local baixo, a bolsinha se contrai para que o ar lá dentro iguale a densidade do ambiente externo. Em um local alto, acontece o oposto.

(Aviões projetados para grandes altitudes têm o interior pressurizado artificialmente para tornar o ambiente interno habitável. Por isso, há uma espécie de duto que preenche o interior da cavidade do altímetro com ar de fora. Esse acesso ao mundo exterior, chamado tubo de Pitot, também abastece outros instrumentos que dependem de uma leitura precisa da pressão atmosférica.)

Conforme a sanfona sobe ou desce, ela move um ponteiro, que indica a altitude em um visor redondo semelhante a um velocímetro. Há, é claro, um sisteminha de engrenagens e outras pequenas peças que traduz as oscilações da sanfona em um giro equivalente do ponteiro.

Esse tipo de altímetro foi patenteado em 1936 pelo alemão Paul Kollsman (ele registrou outras 123 invenções nos EUA, para onde imigrou nos anos 1920) e se tornou um marco da aviação.

Hoje existem altímetros que usam satélites de GPS – tão bons para medir altitudes quanto para dar distâncias, seu uso mais comum –, mas ainda é possível fazer medições precisas com as versões analógicas.

Pergunta de @edgarbfs, via Instagram.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.