Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Oráculo

Por aquele cara de Delfos
Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.
Continua após publicidade

Dá para uma galinha quebrar o ovo dentro dela, antes de botar?

Sim, mas são casos raríssimos. Entenda por quê.

Por Rafael Battaglia
18 Maio 2022, 13h45

Até sair pela cloaca, a casca do ovo ainda apresenta uma textura elástica. Ela só endurece depois de alguns segundos em contato com o ar. Por isso é tão difícil ele se romper dentro do animal. Quando isso acontece, geralmente é fruto de maus-tratos, como o animal levar uma pancada no ventre. 

Também é raro que essa quebra aconteça por conta de uma queda – as galinhas, quando alçam pequenos voos, aterrissam sem expor o útero a uma batida. Quando o animal está doente, o ovo até pode apresentar algum defeito – como uma casca mais fina, enrugada ou deformada. Mesmo assim, tende a não quebrar dentro da penosa.

A formação do ovo começa no ovário, onde estão todos os óvulos (gemas) que a galinha irá gerar ao longo da vida. O óvulo, então, passa por uma série de órgãos internos, onde serão formadas a clara e a película que envolve a parte interna do ovo. 

Por fim, ele segue para o útero, a parte mais demorada do processo de postura, que leva, ao todo, de 18 a 26 horas (para galinhas de granjas industriais, altamente produtivas). É no útero que a casca, feita basicamente de carbonato de cálcio, se forma. 

Continua após a publicidade

Pergunta de Paloma Lacerda, Ponta Grossa, PR

Fonte: Márcia Nishizawa, professora do curso de Medicina Veterinária da Universidade Anhembi Morumbi, especialista em ornitopatologia.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.