Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Oráculo

Por aquele cara de Delfos
Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.
Continua após publicidade

Por que as festas juninas têm nome de santo?

O nome é de santo, mas a origem da festança é pagã.

Por Oráculo
Atualizado em 10 jun 2022, 11h25 - Publicado em 25 jun 2015, 19h49

O nome é de santo mas a festança é pagã. A origem das festas juninas são os rituais de fertilidade da terra celebrados por povos da Europa, da Ásia e mesmo da América para pedir aos deuses abundância na próxima colheita.

“Nesses rituais festivos, a comunidade se reunia e celebrava casamentos, apadrinhamentos e uniões entre grupos”, explica Lucia Helena Rangel, professora de Antropologia da PUC-SP e autora do livro Festas Juninas, Festas de São João – Origens, Tradições e História.

No século 12, a Igreja católica, ao difundir o calendário cristão na Europa, percebeu que as festas pagãs das colheitas eram tão populares que seria impossível proibi-las. Então, deu nome de santos a essas festas. A que mais pegou foi o Dia de São João, comemorado em 24 de junho, dias depois do solstício de verão no continente (quando ocorre o dia mais longo do ano).

Ao chegarem ao Brasil, os jesuítas descobriram que os índios também comemoravam a festa da fertilidade em junho – daí o termo “junina” –, período do solstício de inverno, a noite mais longa do ano. Aqui, as festividades duravam o mês todo e chegavam a avançar no mês seguinte. Os nativos desmatavam a floresta, colocavam fogo na área, esperavam esfriar, começavam a plantar e, então, esperavam a chegada da chuva.

Continua após a publicidade

Na tentativa de fortalecer a tradição católica e dar um início e fim às festas, a Igreja instituiu vários dias de santos em junho: 13 era dia de Santo Antônio – o santo casamenteiro, padroeiro de Portugal –, 24, de São João, e 29, de São Pedro. Na prática, porém, a diferença entre as festas, aqui no Brasil, é basicamente o nome do santo homenageado.

As três festividades religiosas passaram a ser comemoradas em contraponto às indígenas, mas houve uma mistura de rituais. Basta ver as comidas típicas das festas juninas brasileiras: a maioria deriva de alimentos cultivados pelos índios, como milho, amendoim, mandioca, etc.

Pergunta de Ícaro Damasceno, Natal, RN

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.