Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Qual é a diferença entre a Igreja Católica e a Ortodoxa?

Entenda a rusga que deu origem a essas duas vertentes do cristianismo.

Por Mundo Estranho | edição: Bruno Vaiano
Atualizado em 22 fev 2024, 10h58 - Publicado em 18 abr 2011, 18h56

São muitas. No âmbito administrativo, enquanto católicos de todo o mundo seguem o Papa, os ortodoxos possuem maior independência e particularidades regionais. Cada país tem um Patriarca (como Neófito da Bulgária ou Cirilo de Moscou, nomes dos atuais ocupantes da cadeira máxima das igrejas búlgara e russa), e não reconhecem a autoridade papal.

As cruzes também não são iguais: a dos ortodoxos russos, por exemplo, tem três barras. A de cima foi acrescentada por acreditarem que os romanos a teriam utilizado para inscrever famoso acrônimo INRI (abreviação de Jesus de Nazaré, Rei dos Judeus). A de baixo teria recebido os pés de Cristo, pregados em separado e não juntos como creem os católicos.

Os ortodoxos usam o calendário juliano, diferente do calendário gregoriano católico. Sua quaresma dura 47 dias em vez dos 40 católicos, e o Natal é comemorado em 7 de janeiro. E entre eles, o celibato só é obrigatório para posições mais altas na hierarquia: os padres podem se casar.

Até o final do século 5, as duas igrejas eram uma só, com os católicos de hoje radicados na Europa Ocidental e os ortodoxos ao leste, na Grécia e na Turquia. “A Igreja Ortodoxa surgiu com o objetivo de espalhar o Cristianismo pelo Oriente”, afirma o teólogo Rafael Rodrigues da Silva, da PUC-SP.

Com o tempo, as diferenças culturais criaram várias rusgas entre elas, como a que diz respeito à língua oficial dos cultos: os cristãos do Ocidente queriam o latim, enquanto os do Oriente não abriam mão do grego e do hebraico. A separação veio em 1054, no chamado Cisma do Oriente.

Os ortodoxos questionavam a autoridade papal e não aceitaram a interferência de um cardeal enviado pelo papa Leão IX a Constantinopla, na Turquia. Resultado: o Patriarca Miguel Cerulário foi excomungado pelo Vaticano. Cerulário deu o troco excomungando os católicos e consolidando o rompimento.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.