Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Oráculo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por aquele cara de Delfos
Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.
Continua após publicidade

Por que o dedo acende vermelho quando é encostado na lanterna do celular?

Por que o seu corpo é de um transparente seletivo: deixa passar certas frequências mais do que outras.

Por Bruno Vaiano Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 11 jan 2019, 09h31 - Publicado em 20 dez 2018, 12h07

É o seguinte: a luz é uma onda eletromagnética. E ondas – sejam as de luz, sejam as do mar –, têm uma crista, depois um vale, depois outra crista, depois outro vale… A distância entre duas cristas, chamada pelos físicos de comprimento, define a cor que você vai ver. O olho interpreta ondas por volta de 750 nanômetros (nm) como vermelho, as de 400 nm, como violeta; todas as outras cores estão em comprimentos intermediários. A esse degradê que vai de 750 a 400 damos o nome de arco-íris.

A lanterna do seu celular emite luz em todos os comprimentos de onda. O seu dedo, por outro lado, é translúcido de um jeito bem seletivo: ele absorve todas as cores, e só deixa passar o vermelho (além de outras frequências infravermelhas – isto é, de comprimento menor que o vermelho, que são invisíveis para nós).

Saber em quais comprimentos de onda o corpo é penetrado mais facilmente é útil tanto para a medicina quanto para animadores da Disney – que estudam como a luz interage com o corpo para desenhar peles e pelos 3D impecáveis.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.