Clique e assine a partir de 8,90/mês

4 perguntas curiosas sobre silicone (e cia.)

A cirurgia plástica usada para inflar o corpo e o ego

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h46 - Publicado em 2 fev 2013, 22h00

88. Qual o máximo de silicone que dá para colocar no corpo?
Como o silicone fica em próteses e não é absorvido pelo organismo, não há um volume máximo. O bom senso manda levar em conta a proporcionalidade e o coeficiente de elasticidade da pele, que varia para cada um. Os implantes mais comuns são de próteses mamárias para as mulheres, de 80 a 600 ml em cada seio, sendo 300 ml a preferência nacional. A americana Chelsea Charms colocou próteses de polipropileno, atualmente ilegais, que levam os seios a crescer sem parar. Hoje, cada um pesa 12 quilos e tem a circunferência de uma melancia. O silicone também pode ser colocado nos glúteos, na panturrilha, no queixo, nas coxas, nas maçãs do rosto, na parte superior do crânio em caso de reparação pós-trauma, no tornozelo para corrigir pernas tortas e no nariz, para problemas no dorso e na ponta.

89. Sexo selvagem pode estourar o silicone?
Opa, as próteses de hoje são bem resistentes e só estouram no caso de perfurações. O que pode arrebentar são os pontos, se a paciente pegar pesado antes de terminar o prazo de recuperação.

90. Existe silicone para homem?
Sim, para quem busca peitoral, bíceps e panturrilhas de lutador de MMA sem sair da frente da TV; bumbum grande, menos arredondado do que os femininos; queixo mais harmônico. Alguns médicos recomendam silicone no pênis, com uma haste flexível no meio, como último recurso para tratar a disfunção erétil. E homens que passaram por cirurgia de remoção de testículos podem reconstruí-los com prótese.

91. Existe plástica genital?
Sim, de lipoaspiração a clareamento anal.

Continua após a publicidade

Mulheres que consideram os pequenos lábios grandes demais podem fazer a ninfoplastia,que é a redução deles. Essa hipertrofia chega a gerar trauma da região durante o sexo e até constrangimento na cama e fora dela. Por exemplo, na hora de colocar o biquíni ou uma calça colada.

Também existe a perineoplastia, para reconstituir o períneo – região entre a vagina e o ânus -, que pode afrouxar depois do parto normal ou da menopausa.

Homens e mulheres que têm acúmulo de gordura no púbis (lipodistrofia) recorrem à lipoaspiração nessa área. “Esse procedimento é comum em pacientes que fizeram cirurgia bariátrica e, mesmo emagrecendo muito, ficaram com gordura localizada”, explica o cirurgião plástico Marcelo Moreira, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. No caso dos homens, esses gramas a mais escondem o pênis.

Pode parecer bizarro, mas é possível até embelezar a parte lá de trás. “O clareamento perianal inclui a realização de peelings, aplicação de cremes despigmentantes de uso domiciliar e luz pulsada”, detalha a ginecologista e dermatologista Elisabete Dobao, do Rio de Janeiro, membro da Sociedade Europeia de Dermatovenereologia. O tratamento leva, em média, de três a seis meses.

Publicidade