GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Cientistas descobrem o que dizem as girafas

O estudo mostra que pescoços longos não são empecilhos para uma comunicação sonora entre os animais

Você já ouviu algum som emitido por girafas? Se você acha que elas são mudas, não está sozinho: até agora, cientistas imaginavam que o animal não produzia nenhum ruído, e atribuíam isso ao seu pescoço exageradamente grande. Mesmo sabendo que girafas possuem laringe e cordas vocais, os 4 metros da comprida traqueia poderiam dificultar o fluxo de ar, necessário para que as cordas vocais vibrem e, consequentemente, algum som seja emitido. Segundo a revista Wired, uma nova pesquisa realizada pela Universidade de Viena aponta que os animais mais altos do mundo não são assim tão silenciosos.

Eles produzem um som parecido com um sussurro, e só fazem isso à noite. Isso acontece porque girafas possuem uma visão excelente, então já é de se imaginar que durante o dia elas se comuniquem através de sinais visuais. Além disso, como são presas fáceis, os barulhos podem atrair os predadores. Mas no período noturno, os sons são úteis para garantir que o grupo está unido. Mas por que é tão difícil escutar as girafas murmurando? Elas “falam” em uma frequência de 92 Hertz, o que não é um infrassom, mas ainda é extremamente baixo para os ouvidos humanos. A revista Wired mostrou como é o som aqui.

Estudar o que dizem as girafas pode parecer uma atividade empolgante, mas não é isso que dizem os pesquisadores no estudo: “Como esperado, explorar a comunicação vocal das girafas consumiu muito tempo, foi tedioso e desafiador.”. Analisar 938 horas de gravação, feitas ao longo de 8 anos, pode ser mais difícil do que parece. Ainda mais quando analisar significa procurar visualmente por ondas harmônicas de baixa frequência. O próximo passo do estudo é associar os susurros com o comportamento dos animais em sociedade. Com sorte, essa será uma fase menos complicada.