GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Como pedir um aumento

Não faça uso de indiretas nem parta para o confronto. Se você quer ganhar mais, é preciso provar, com calma e argumentos, que você merece

1. Fale sozinho

Ensaie a conversa com o chefe – se achar melhor, na frente do espelho. A repetição vai fazer do diálogo potencialmente nervoso algo rotineiro.

2. Mostre serviço

“Fulano está desmotivado… Hora de dar um aumento!” É, não vai acontecer. Para convencer, o negócio é dar um gás, aquele famoso “110%”.

3. Pare e compare

Um argumento forte para ter na ponta da língua é a comparação do seu salário com a média do mercado. Se estiver abaixo, há um problema.

4. Olho na data

Evite falar sobre aumento antes das férias do chefe (ele vai estar com a cabeça cheia) ou fim de ano (“Tá com 13º no bolso e quer aumento?”).

5. Hora marcada

Não surpreenda o chefe: marque a reunião deixando claro que é sobre o seu trabalho. Acredite, ele vai saber do que você está falando.

6. Conte até 3

Por mais que dê vontade, você NÃO vai:
a. trazer dramas pessoais para a conversa;
b. falar mal de outros colegas;
c. perder a calma.

7. Ao que interessa

Não faça rodeios: o assunto é o seu salário. Dê seus argumentos (estou trabalhando mais, a média do mercado é x) e aguarde a resposta.

8. Se não rolar, rolou

Mesmo não recebendo o aumento, você deu um passo adiante, e agora tem 3 opções:
a. Estipule um novo prazo para voltar ao assunto;
b. Você pode conseguir um curso, uma viagem, uma nova função;
c. Reavalie seu futuro – se outros subiram e você não, pode ter chegado a hora de mudar de emprego.

Fontes: Gisleine Camargo, gerente da área de People & Change da KPMG no Brasil; José Luís Fódra, psicólogo, pós-graduado em psicologia social das organizações; Luciano Salamacha, consultor de empresas e professor de estratégia & marketing da FGV; Rolando Pelliccia, diretor do Hay Group Brazil; e Tom Coelho, consultor de empresas.