GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Do concreto ao pó em poucos segundos

Como se faz uma implosão?

Com dinamite e método. Basta explodir todos os pilares do térreo que o prédio cai, pois está apoiado neles. O problema é saber onde ele vai cair. “Dependendo do lado onde queremos que ele desabe”, diz o engenheiro de minas Ivar Kohmann, “escolhemos quais pilares destruir e em que seqüência.” Quando o edifício fica em uma área urbana, é preciso que ele simplesmente caia para baixo, sem tombar para nenhum lado nem ameaçar os vizinhos. Para isso, os especialistas explodem os pilares do centro do térreo e, depois de menos de 1 segundo, os próximos às paredes. Assim, os que caem antes puxam o resto do edifício e ele desaba para o meio, e não para os lados (veja infográfico abaixo). Outro cuidado importante é derrubar, a marretadas, a escadaria, os poços de elevador e algumas paredes, antes da detonação. Senão, essas estruturas podem resistir aos explosivos e segurar um dos lados do edifício, fazendo com que ele caia para o outro. Em prédios muito altos, os especialistas detonam os pilares de mais de um andar, para diminuir o risco de uma falha que possa fazer o prédio tombar para o lado. Depois, é só se proteger da poeira e dos estilhaços, que, por maior que seja o cuidado, são inevitáveis.

Sai de baixo

Como transformar um prédio em um monte de entulho.

1. Os primeiras pilares a explodir são os do miolo do térreo, que puxam o resto do edifício para o centro.

2. Em seguida, o resto do térreo e alguns outros andares são detonados, deixando o prédio sem sustentação. Desaba tudo.

A dinamite é colocada bem no meio dos pilares, em buracos.

Explosivos no térreo e em vários outros andares acabam com a sustentação do prédio