GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Jogo com dados e palitos: para cavalgar sem cavalo

Embora conhecido como ¿cavaleiro¿, este jogo mais parece uma espécie de boliche. Só que no lugar de garrafas ou bolas, você vai usar dados e palitos de fósforo.

Luiz Dal Monte Neto

Os palitos de fósforos têm servido como passatempo há décadas, em mesas e balcões fartos ou carentes, enquanto se aguarda a refeição ou se toma um aperitivo. Em geral eles são sacados para estrelar incontáveis problemas do tipo “mova-tantos-palitos-e-obtenha-tal-resultado”, pequenos desafios de uma exótica e divertida geometria. Os dados, por sua vez, também são bons companheiros de balcão, pelo seu caráter portátil e pela rapidez e descontração de muitos jogos que os utilizam como atores principais.

Bom, considerando essas características, nem precisa dizer que um mecanismo lúdico capaz de reunir palitos e dados provavelmente cairia bem. Tal cruzamento existe e um dos seus filhotes é o cavaleiro, para dois ou mais jogadores, que o leitor poderá experimentar com um equipamento mínimo: uma caixa de fósforos para cada participante e quatro dados comuns. A idéia é ir “derrubando” os palitos com jogadas das “bolas”, os dados. Nada de quadrúpedes, como o nome sugere, a não ser uma leve (muito leve, aliás) semelhança entre a maneira como são dispostos os palitos na mesa e uma figura de cavalo montado (veja a figura 1).

Cada participante deve pegar trinta palitos e colocá-los à sua frente, arranjados como proposto na figura. Em seguida lançam-se os dados para ver quem iniciará a primeira rodada: joga primeiro quem tirar o maior total, em seguida o segundo maior total e assim por diante. O objetivo é ir removendo os próprios fósforos, até que não reste nenhum.

Cada participante, na sua vez, lança os quatro dados ao mesmo tempo e anota mentalmente a combinação obtida. Depois que todos jogaram, quem conseguiu o melhor resultado remove um certo número de fósforos, segundo regras que veremos adiante.

As combinações possíveis, em ordem decrescente de valor, são as seguintes: quadra, ou quatro números iguais (se houver empate entre quadras, vence a que for composta por números maiores); trinca, três números iguais e um diferente (em caso de empate, vence a de números maiores); dois pares, um par de números iguais mais outro par de números iguais, porém diferentes dos primeiros (o desempate se faz pelo par maior e, se forem iguais, pelo par menor);um par, dois dados com números iguais e outros dois com números diferentes (para desempatar, ganha o par com maiores números); nada, quatro números diferentes (se houver empate, os resultados são lidos do maior número para o menor e comparados, vencendo então o maior. Por exemplo, 6 521 bate 5 321 e 6 432).

Não pode haver empate. Se ele ocorrer, apesar dos critérios acima, o direito de remoção ficará com quem jogou primeiro. Por isso, a cada nova rodada muda a ordem dos jogadores, segundo o que conseguiram na anterior: quem tirou a melhor combinação jogará primeiro, em seguida aquele que tirou a segunda melhor, e assim sucessivamente. A cada rodada o vencedor removerá os fósforos de acordo com a combinação que obteve.

Se foi uma quadra, ele pode optar entre retirar os três palitos horizontais ou os nove verticais de um mesmo bloco (conjunto de três colunas próximas). Não são permitidas remoções mistas, ou seja, que envolvam horizontais e verticais simultaneamente, ou que envolvam blocos diferentes. Caso não mais exista nenhum bloco inteiro, o jogador pode retirar apenas os remanescentes num dos blocos.

Se o jogador tirou uma trinca, pode optar por remover um palito horizontal ou, então, três verticais pertencentes a uma mesma coluna. Aqui também não vale misturar colunas diferentes, nem verticais com horizontais. Mas vale retirar apenas o que restou de uma coluna incompleta.

Se a combinação foi dois pares, sendo o maior de 6 ou 5, o jogador remove um, dois ou três palitos de uma mesma coluna. Se o par maior foi de 4, 3 ou 2, é permitido tirar somente um ou dois palitos de uma mesma coluna. Se a pessoa tirou um par de 6 ou 5, pode tirar um ou dois palitos de uma mesma coluna. Caso o único par tenha sido de 4, 3, 2 ou 1, pode-se remover apenas um palito vertical. O mesmo acontece quando a rodada foi ganha com nada. A partida prossegue desse modo, até que alguém remova seu último palito. Esse será o vencedor.

Luiz Dal Monte Neto é arquiteto e designer de jogos e brinquedos

Puzzles

Quadriculando

Retire seis palitos e reduza o número de quadrados para apenas três, sem deixar palitos avulsos (que não pertencem a nenhum quadrado). Ache quatro soluções distintas.

Exibicionistas

Para cada grupo de quatro dados, o número ao lado indica a quantidade de pingüins exibicionistas. Quantos deles há no último grupo?

Adivinhação

Abelardo e Belarmino disputaram um curioso jogo. Retiraram três cartas de um baralho – uma preta e duas vermelhas –, e fizeram o seguinte: embaralharam as três e distribuíram uma para cada um, deixando a terceira oculta sobre a mesa. Então, combinaram que ambos olhariam a própria carta e o primeiro que adivinhasse a cor da do oponente venceria. Após uma pequena hesitação de Belarmino, Abelardo venceu. Como?

Seis em um

Divida um hexágono em três partes e obtenha seis quadrados. A perspectiva é auspiciosa para quem se dedicar a esse problema (isto é uma dica e não uma frase do I Ching).