Clique e assine a partir de 8,90/mês

Manual: Como bater o pênalti perfeito?

As dicas para não fazer feio na pelada da turma – esteja você chutando ou defendendo.

Por Rafael Battaglia - 26 jun 2019, 15h04

1 – Chute nos cantos

Mire nas regiões próximas as traves laterais do gol – em especial, nos ângulos superiores. De acordo com uma pesquisa da Universidade de Bath, no Reino Unido, nesses lugares a chance de converter o pênalti é de 80%. Caso chute na região próxima ao goleiro, a probabilidade de acerto cai para 50%.

2 – Pense positivo

Continua após a publicidade

A cobrança de um pênalti é algo muito mais favorável para quem está chutando do que para quem está defendendo. Mesmo assim, o nervosismo e a ansiedade podem acabar com as suas chances. Imaginar-se comemorando uma cobrança de sucesso antes de chutar a bola pode ajudar a diminuir o estresse.

3 – Planeje a batida

Usar o peito do pé dará mais potência ao chute, mas bater “de chapa” oferece mais precisão. Na dúvida, opte por esta última, É a dica do físico Stephen Hawking em um estudo sobre as chances da Inglaterra para a Copa de 2014. Hawking também garante: dar mais de três passos de distância aumenta as chances de conversão para 87%. Além disso, gire o tronco e os quadris para dar mais força ao chute.

Gil Tokio/Superinteressante

4 – E se eu for o goleiro?

Continua após a publicidade

Em desvantagem, é preciso apelar para a ilusão de ótica. Um estudo mostrou que goleiros com os braços totalmente abertos davam a impressão de serem mais altos do que realmente eram. Naturalmente, os jogadores jogavam a bola mais longe, na tentativa de tirá-la do seu alcance. Em contrapartida, quando os braços estavam recolhidos, a tendência era que os chutes fossem para mais perto do goleiro, aumentando as chances de defesa.

5 – A ordem dos jogadores…

…não pode ser aleatória. Se você vai participar de uma disputa de pênaltis, mas não está tão confiante no seu chute, peça para ir primeiro. Pois é. Conforme a disputa avança, aumenta a responsabilidade de acertar para garantir a vitória. Nesse caso, vale mais deixar os experientes por último.

Publicidade