GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O que o ouvido não escuta o cérebro não sente

Por que uma criança tem mais facilidade para aprender idiomas do que um adulto?

O aprendizado depende do estímulo sonoro. As fibras nervosas que levam os sons do ouvido ao cérebro são formadas de neurônios. Eles entram em ligação entre si por nas sinapses, verdadeiras pontes químicas por onde as mensagens neurológicas passam. “Nas crianças, as ligações estão em processo de constituição e as fibras são maleáveis e estão disponíveis”, diz a fonoaudióloga Ana Maria Maaz Álvares, do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo. Por isso, se forem estimuladas pela repetição de sons, formam estradas sonoras até o cérebro. Depois dos 10 anos, a capacidade de estabelecer novas ligações diminui e o aprendizado torna-se mais difícil.

A criança nasce também com o aparelho fonador pronto para falar qualquer idioma. Mas, pelos mesmos motivos que dificultam o aprendizado, depois dos 10 anos ela começa a perder a capacidade de pronunciar alguns sons para os quais não tenha sido treinada. Isso não quer dizer que não se possa aprender alemão com 40 anos. Quer dizer apenas que vai demorar mais tempo. E que o sotaque provavelmente vai ser forte. Para falar perfeitamente, talvez seja necessário passar por um fonoaudiólogo.

A estrada do som, com escalas

O estímulo sonoro chega ao cérebro por meio de fibras nervosas.

Dentro do ouvido, o som é transformado em impulso elétrico, levado até o cérebro por fibras nervosas, que passam pelo tronco cerebral.

Na criança, os neurônios que formam as fibras nervosas ainda estão se ligando e são receptivos a novas informações sonoras. No adulto, a capacidade de estabelecer ligações diminui e também a receptividade.