GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Quanto tempo você deve passar na natureza? Cientistas cravam: 2 horas por semana

Não importa se você divide essas horas em alguns minutos por dia ou completa a "cota" de uma vez só: os benefícios pra saúde e bem-estar são observados nos dois casos

Passar o dia na praia, no parque ou no campo é sinônimo de férias para a maioria das pessoas. Mas deveria ser parte da rotina de cada um.

E nem precisa ser um dia inteiro: alguns minutinhos por dia ou uma tarde de domingo já está de bom tamanho. Um estudo publicado na revista científica Nature verificou que passar ao menos duas horas por semana em contato com a natureza promove melhoras significativas para a saúde e bem-estar.

A pesquisa, feita pela Universidade de Exeter, na Inglaterra, analisou dados de 20 mil pessoas que participaram de um questionário de “Monitoramento de Engajamento com Ambientes Naturais”. Entre 2014 e 2016, os participantes anotaram suas atividades na natureza ao longo de cada semana.

As pessoas que relataram passar pelo menos duas horas por semana em parques, praias, fazendas ou áreas verdes em geral também disseram estar em boa saúde e sentir maior bem-estar. Mas os benefícios do tempo na natureza só eram observados quando os participantes atingiam o mínimo de duas horas.

Dava na mesma passar uma hora semanal em contato com a natureza, ou nenhuma: os índices de saúde e bem estar eram mais baixos nos dois casos. 

Por outro lado, muito mais de duas horas também não fazia diferença. Ou seja, ou benefícios não era multiplicados para quem passava cinco, seis horas por semana fazendo trilhas, por exemplo. O aumento no bem estar era equivalente ao das duas horas mínimas.

O mais curioso é que não importa se o indivíduo passa essas duas horas de uma vez ou se elas são divididas ao longo da semana. Os benefícios também são os mesmos. Cada um pode adaptar esse tempo para a própria rotina. “A natureza não é uma pílula que você precisa tomar uma dose por dia. O que mais importa é que você consiga incluir esse tempo dentro do seu estilo de vida”, diz o psicólogo Mathew White, líder do estudo.

Não vale dar migué: passar por algumas árvores no caminho do trabalho ou sentar no próprio quintal não contam. Para alcançar os benefícios, você pode correr no parque, caminhar na praia ou passear por um bosque. Se houverem áreas verdes perto de casa ou do trabalho, elas podem ser incluídas no dia a dia. Se nao for o caso, dá pra aproveitar o final de semana para passar o tempo com a família e amigos em algum desses locais.

Esse intervalo mínimo vale para todas as pessoas. Independente de idade, sexo, etnia, deficiência ou condição social, o estudo mostrou que as duas horas por semana se aplicam a qualquer um.

Ainda não se sabe exatamente de que forma o tempo em contato com a natureza influencia a saúde. Além de diminuir o estresse e os efeitos da poluição, uma hipótese é que a natureza estimule a atividade física e promova tempo em família. A luz natural também pode ajudar o ritmo circadiano (ou o relógio biológico do corpo) a se regular, melhorando o sono à noite e aumentando a sensação de energia durante o dia.

Seja qual for a explicação, só dá pra vivenciá-la saindo de casa e indo pra área verde mais próxima.