GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Será que as mulheres vão derrubar Cunha?

Nem os principais partidos governistas nem os de oposição estão muito empenhados em derrubar Cunha. Mas agora talvez ele tenha encontrado um oponente à altura: as mulheres

Por meses, os principais partidos governistas e de oposição evitaram se opor frontalmente ao deputado Eduardo Cunha, apesar dos vários depoimentos de delatores que afirmaram ter pago propina a ele e dos R$ 9,3 bilhões revelados num banco da Suíça (Cunha jura que não sabe como o dinheiro foi parar lá – por que essas coisas nunca acontecem comigo?). Mas agora parece que ele ficou acuado de verdade. As mulheres resolveram se insurgir contra ele no Brasil todo. Elas vem protagonizando uma onda de protestos contra o Projeto de Lei 5069/2013, que dificulta o acesso ao aborto legal no caso de estupro. O projeto, se virar lei, facilita o estupro, porque dificulta a denúncia, e tem chances de forçar algumas mulheres a criarem os filhos biológicos de seus estupradores. Além disso, é um indicativo de como as políticas públicas brasileiras sofrem influência de grupos religiosos, o que vai contra o Estado Laico previsto na Constituição.

Em meio a hashtags como #AgoraÉQueSaoElas, #ForaCunha e #MeuCorpoMinhasRegras, as manifestações ganham força com a velocidade e poder de alcance das redes sociais. Nas últimas semanas, a Avenida Paulista, em São Paulo, e a Avenida Rio Branco, no Rio de Janeiro, se tornaram palco das passeatas, que agora se espalham por várias outras cidades brasileiras. Estão marcadas para os próximos dias manifestações por todo o país. Na quinta-feira, dia 12, em São Paulo, o MASP novamente se torna ponto de encontro para a movimentação, dessa vez com mais de 5,3 mil pessoas confirmadas (veja o evento aqui). No Rio de Janeiro e em São Luís eventos também estão marcados (veja aqui e aqui). Na sexta (13) vai acontecer o ato nacional contra o deputado, que conta com 37 mil confirmados e 35 mil interessados – homens e mulheres. Diversas cidades vão participar da mobilização nacional, confira algumas e os seus eventos:

EVENTOS DE SEXTA-FEIRA

Você pode procurar saber se a sua cidade vai fazer parte do ato aqui.

Leia mais: 7 projetos de leis perigosos que apareceram desde que Cunha assumiu a Câmara