GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

5 curiosidades sobre Shazam, o “novo” super-herói da DC

O divertido filme chega aos cinemas no próximo dia 4, mas a (conturbada) história do personagem começou lá atrás, no início da década de 1940

Magia, monstros horrorosos e um grupo de crianças que precisam salvar o mundo. Parece o enredo de um clássico filme da Sessão da Tarde dos anos 1980/1990, certo? Pois é exatamente essa a inspiração de Shazam!, a nova aventura de super-heróis da DC Comics que chega aos cinemas na próxima quinta (04).

O filme é inspirado nas histórias em quadrinhos do herói, criado em 1940, e apresenta ao público o jovem Billy Batson. Aos 14 anos, Billy, que é órfão, foge de todos os lares adotivos nos quais ele é colocado enquanto segue à procura dos seus pais biológicos. Paralelo a isso, um velho mago busca alguém que seja digno e de bom coração para transmitir todos os seus poderes. Ele, então, escolhe Billy, que toda a vez que diz a palavra “Shazam”, se transforma em uma poderosa (e adulta) versão de si mesmo.

Distribuído pela Warner, o filme vai na contramão do clima sombrio e realista de longas mais recentes de heróis, como Batman vs. SupermanVingadores: Guerra Infinita e aposta na comédia.

Com referências a cultura pop e até ao próprio universo da DC nos cinemas, Shazam! encontrou um tom leve e conseguiu criar uma identidade própria em uma época que filmes de super-herói estreiam aos montes.

O longa é estrelado por Asher Angel e Zachary Levi (da série Chuck) e teve, como uma de suas influências, o filme Quero Ser Grande, de 1988, no qual Tom Hanks interpreta um jovem no corpo de um adulto. Shazam!, inclusive, presta uma homenagem ao clássico com uma referência a esta cena na loja de brinquedos.

Ao longo de quase oitenta anos de história, Shazam já foi mais popular que o Superman, influenciou astros da música, enfrentou um grande processo judicial e ficou na geladeira por um bom tempo. Confira, a seguir, cinco curiosidades sobre o personagem.

1 – Ele não foi criado pela DC

A primeira aparição do personagem foi na revista Whiz Comics número 2, de fevereiro de 1940, feita por uma editora chamada Fawcett Comics.

Shazam foi um sucesso de vendas, chegando a ultrapassar, em determinado momento, o número de vendas da HQ do Superman. O fenômeno do personagem, claro, não agradou a DC Comics, dona do Homem de Aço, e em 1941 a empresa entrou com um processo contra a Fawcett, acusando-a de plagiar o seu principal personagem.

A batalha judicial se estendeu por doze anos. Em 1953, a Fawcett desistiu de publicar as histórias do Shazam, que ficou na geladeira por quase duas décadas até a DC (ela mesma) adquirir a licença de publicação do herói, em 1972. Posteriormente, a editora do Superman comprou 100% dos direitos do personagem.

2 – ”Shazam” é um acrônimo sobre seus poderes

Quando Billy recebe seus poderes, basta dizer a palavra mágica para que um raio caia sobre ele e a transformação aconteça. ”Shazam”, na verdade, é um acrônimo que explica os poderes do personagem: a sabedoria de Salomão, a força de Hércules, a resistência de Atlas, o poder de Zeus, a coragem de Aquiles e a velocidade de Mercúrio.

3 – Seu nome original era “Capitão Marvel” (e isso deu um baita problema)

O personagem começou a ser criado em 1939, sob o nome de Capitão Trovão. Antes da publicação, em 1940, um dos desenhistas da Fawcett, Pete Constanza, sugeriu alterar para Captain Marvellous (“marvelous”, em inglês, quer dizer “maravilhoso”). A editora curtiu, mas optou por abreviar para Capitão Marvel, nome pelo qual ele ficou conhecido.

Só tinha um pequeno problema: quando a DC voltou a publicá-lo, nos anos 1970, outra empresa já usava esse nome. A Marvel, de Homem-Aranha, X-Men e Vingadores, não só se chamava assim como, em 1967, havia criado o seu próprio Capitão Marvel (título que, mais tarde, iria para Carol Danvers, como você pode ter visto no filme lançado em fevereiro).

Com todo esse problema de nomenclatura, a DC alterou a identidade das capas para que a revista passasse a se chamar “Shazam”, mas o personagem continuou a ser conhecido pelo seu antigo nome. A mudança mais radical só veio em 2011, com uma reformulação total dos quadrinhos da editora que ficou conhecida como Os Novos 52.

Com isso, o nome “Capitão Marvel” foi oficialmente excluído. Vale mencionar que boa parte do novo filme se aproveita da origem do personagem contada a partir de 2011, como a família adotiva de Billy e o surgimento dos principais vilões.

4 – Shazam! não é a primeira vez que o herói dá as caras na telona

Se você achou que Zachary Levi é o primeiro a interpretar o personagem, bem, achou errado. Além das animações da DC Comics, Shazam teve outras duas adaptações para as telas.

A primeira delas foi em 1941, o que o torna o primeiro super-herói a ter uma versão para o cinema. Adventures of Captain Marvel foi um seriado de doze episódios que passou nos cinemas dos EUA e contava com uma história original, no qual Shazam enfrentava um vilão chamado Escorpião. Nesta versão, Billy Batson não era uma criança.

Já a segunda foi uma série para a televisão produzida pelo canal CBS, que durou de 1974 a 1977. No Brasil, ela foi transmitida na Globo, nos anos 1970, e no SBT, na década seguinte.

5 – O uniforme do herói inspirou o visual de Elvis Presley

O rei do rock era um grande fã do personagem. Mais especificamente, do Capitão Marvel Jr., o alterego de Freddy Freeman, amigo de Billy Batson e, na versão mais recente, membro de sua família adotiva. Sua origem é de 1941, quando Shazam divide os seus poderes.

O visual do personagem, desde a capa até o cabelo, serviram de inspiração para Elvis, que, inclusive, mantinha em sua casa uma rara edição de uma revista de 1947 do herói.