Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

6 motivos para viver o Natal como os sulistas

Clima ameno, open bar de vinho, espetáculos nível Broadway, ceia sem polêmica... a gente fez uma lista que prova que os sulistas zeraram o Natal

Por Abril Branded Content Atualizado em 23 out 2020, 11h58 - Publicado em 15 dez 2017, 19h45
Em Curitiba, os espetáculos natalinos são dignos da Broadway Simone Bertuzzi/Simone Bertuzzi

O fim do ano é uma época iluminada em qualquer lugar do mundo, mas o Sul do Brasil leva isso um pouco mais a sério. Entre paradas natalinas de tirar o fôlego, pequenas viagens para aproveitar a folga do trabalho e até um toque europeu no cardápio dos festejos, entenda por que você deveria passar o Natal no Sul pelo menos uma vez na vida.

Assistir a espetáculos incríveis, dignos de filmes


Sabe aquele momento catártico dos filmes e seriados americanos, em que todos os dramas dos personagens são perdoados e resolvidos a tempo de assistirem juntos às paradas lindas do Dia de Ação de Graças ou do Natal, cheias de cores, balões, famílias animadas e crianças correndo de um lado para o outro? Pois é. Imagine agora viver um Natal desses aqui pertinho.

Os espetáculos do Natal Luz de Gramado (RS) envolvem uma produção com mais de 3 000 pessoas. Tem parada de fim de tarde, musical e teatro aberto encenando o acendimento das luzes da cidade para quem quiser ver, da rua mesmo. No ano passado, mais de 2 milhões de pessoas visitaram a cidade na época da festa. Já o espetáculo de Natal do Bradesco, com o Coral do Palácio Avenida, acontece em Curitiba (PR) e tem, em 2017, 400 pessoas envolvidas na produção e 427 figurinos diferentes, números maiores do que os de muitos musicais da Broadway. Assistir ao coral formado por mais de 100 crianças entre 7 e 12 anos é uma das experiências de rua mais lindas do Brasil – e está acontecendo ali, de graça. O Natal do Sul é definitivamente o mais cinematográfico e encantador que você vai ver no país.

Esperar o Papai Noel no modo adulto, com open bar de vinho


E de espumante! Afinal, a gente já passou da idade de aguardar o bom velhinho de pijama tomando um achocolatado na frente da TV. No Natal Luz de Gramado, alguns dos espetáculos, como o Reencontros de Natal, no Lago Joaquina Rita Bier, disponibilizam uma área VIP com open bar de vinhos, espumantes e outras bebidas – além de localização privilegiada, com a melhor vista e área coberta.

Comer e beber muito bem, obrigado


Que panetone o quê. Na Serra Gaúcha, dá para se esbaldar na comida italiana e alemã, com muito tortéi (triângulos de massa maravilhosamente recheados de abóbora) e cuca (um pão com farofa e geleia doce que, acredite, combina demais com linguiça). Já em Curitiba, dá para comer carne de onça (!) e degustar algumas das melhores cervejas do Brasil, com estilos especiais que não deixam nada a desejar para rótulos da Alemanha, do Reino Unido ou da Bélgica. Em 2017, inclusive, a cidade passou a ser considerada a capital da cerveja artesanal no país. Aproveite esse cenário para descansar da polêmica da uva-passa no salpicão, evitar a piada do pavê e dar um upgrade na ceia deste ano.

Continua após a publicidade

Curtir um Natal cheio de opções de bate e volta

O Sul oferece passeios deliciosos muito perto das capitais. Quem passa o fim de ano em Curitiba pode viajar 80 quilômetros de trem até Morretes, no litoral, cruzando por dentro da Mata Atlântica, para conhecer os casarões preservados da cidade, fundada em 1733, e provar um barreado, prato típico do região. Quem vai para o Rio Grande do Sul, além de conhecer Gramado, também pode chegar rapidinho a Canela – a distância entre as duas é de menos de 10 quilômetros – e conhecer a Cascata do Caracol, uma bonita queda d’água de mais de 130 metros. O roteiro pelos vinhedos mais famosos do país também é fácil de fazer: é só esticar a viagem até Bento Gonçalves, a pouco mais de 100 quilômetros de Gramado, e passear pelo Vale dos Vinhedos, fazendo degustações e caminhando pelas plantações.

Ter aquela sensação boa de ver a família inteira indo embora feliz


Quando a família é muito grande, agradar todo mundo em uma viagem de Natal parece uma missão quase impossível. As crianças querem brincadeiras e Papai Noel no modo true, barbudão e gordo; os adolescentes querem wi-fi e bons cenários para posar no Instagram; os adultos querem compras, restaurantes e vinhos. No Sul, não é difícil achar tudo isso ao mesmo tempo.

Lembrar que existe magia no mundo, sim

Não importa a nossa idade ou a nossa crença, a gente sempre pode – e deve – acreditar no amor, na renovação e na magia. Essa época é perfeita para isso: é hora de zerar nossas dívidas internas com a gente mesmo, dar um ctrl+Z nos erros que puderem ser deletados e se permitir mudar os planos, sacodir a vida e passar mais tempo ao lado de quem importa. Inspire-se nas luzes coloridas que tomam as ruas de Gramado no fim do ano e na inocência das mais de 100 crianças fofas e animadas do Coral d’O Palácio Encantado, de Curitiba, dançando nas janelas do edifício histórico como se cada apresentação fosse a melhor noite de sua vida. Aproveite esse crédito anual para recomeços que recebemos a cada dezembro e janeiro e confie na magia: todo ano que chega tem um potencial gigante para ser o melhor da sua vida.

Continua após a publicidade
Publicidade