Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Criador da série “Gravity Falls” convida fãs de todo mundo para uma caça ao tesouro

Bill Cipher é real – e está escondido em algum lugar do planeta

Por Jessica Soares Atualizado em 4 nov 2016, 19h16 - Publicado em 22 jul 2016, 21h14

Pokémon Go não é sua praia? Você tem outra opção para acabar com sua produtividade. Se junte à busca internacional por Bill Cipher, personagem da série animada Gravity Falls. Basta dar uma passadinha no Twitter e buscar por #CipherHunt para acompanhar a frenética caça ao tesouro. A brincadeira é obra do criador do seriado, Alex Hirsch, que espalhou pistas em diversos cantos do mundo com a promessa de uma boa surpresa para quem chegar primeiro ao destino final.

Caso você não tenha a menor ideia do que estamos falando, calma, a gente explica: Gravity Falls foi uma série do Disney Channel exibida originalmente entre 2012 e 2016 e também disponível na Netflix. Ao longo de 2 temporadas e 40 episódios, a animação acompanhou as desventuras dos irmãos gêmeos Dipper e Mapel, que passam um verão na estranha cidadezinha que dá nome ao programa, lar do esquisito Tivô Stan e de uma série de eventos sobrenaturais. 

É lá que os heróis esbarram com Bill Cipher, um misterioso vilão triangular de humor sádico. Sem revelar muito da trama, na última vez que vemos o personagem, ele estava “curtindo” a natureza em forma de estátua:

Até aí, nada demais. Mas os mais atentos viram também, no último episódio da animação, um misterioso frame que parecia colocar o personagem no mundo real. E aí, já viu, os fãs começaram a especular que o triângulo do mal poderia existir de fato.

Uma das coisas que tornaram o seriado tão amado (além do humor amalucado e personagens divertidíssimos) foram os pequenos enigmas escondidos no final de cada episódio – quem estivesse com um tempinho para resolver os quebra-cabeças, tinha a chance de descobrir piadinhas ou até mesmo dicas sobre os eventos que estavam por vir. Não é surpresa então que o criador tenha levado a brincadeira a um outro nível. Através do Twitter, Hirsch confirmou: a especulação de que o triângulo malvado estava escondido por aí estava certa. O criador da série convocou então os fãs para se juntarem à caçada, junto com alguns esclarecimentos e “regrinhas”: 

O autor avisa que o jogo é um tributo não-oficial à série (sem ligação com nenhuma empresa); todas as pistas estão em locais públicos; alerta os fãs a não darem bobeira na busca e seguirem com segurança; e dá a dica: se encontrar o Bill, não aperte sua mão!

Até Jason Ritter, ator que dubla o personagem Dipper em inglês está participando da brincadeira. E Hirsch levou bem a sério a ideia de tornar a caçada global: a primeira dica foi encontrada Rússia e a segunda no Japão, por exemplo:

Os fãs já descobriram que as sete primeiras pistas formam o padrão de estrelas conhecidos como Caçarola – também conhecida pelo nome de Grande Carro, Carro de David, ou por seu sugestivo nome em inglês: Big Dipper.

No desenho, Dipper tem uma marca de nascença com o padrão de estrelas homônimo

Todas as pistas são físicas e estão recolhidas pelos fãs que as encontram primeiro – o que significa que o jogo continua online, nos fóruns, onde os caçadores de Bill se reúnem para desvendar o mistério. Por isso, se você estiver com inglês afiado (e um tempinho para matar), pode acompanhar o desfecho da caçada acompanhando as atualizações de Alex Hirsch, a conta GravityFallsCipher ou correr para o reddit. Boa caçada!

Continua após a publicidade

Publicidade