Clique e assine a partir de 8,90/mês

Gargântua e Pantagruel

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h51 - Publicado em 31 jul 2005, 22h00

François Rabelais

NOME ORIGINAL_La Vie de Gargantua et de Pantagruel (França)
EDIÇÃO NO BRASIL_ Itatiaia; 2003


DO QUE TRATA

A história dos gigantes Gargântua e Pantagruel, pai e filho, amantes da mesa e dos prazeres da carne, foi publicada originalmente em 2 volumes. Pantagruel, o segundo na ordem cronológica da narrativa, foi o primeiro a ser escrito, em 1532. Dois anos depois aparece Gargântua. Os livros se tornaram populares na França, mas foram proibidos pela Sorbonne por seu conteúdo obsceno.

Continua após a publicidade

QUEM ESCREVEU

O francês François Rabelais (1493-1553) nasceu na província de Touraine e foi frade franciscano e depois beneditino. Filho de um advogado do rei, estudou medicina, conhecendo muito bem as funções digestivas, usadas em sua obra.

POR QUE MUDOU A HUMANIDADE

Contra a estagnação e rigidez de pensamento, contra a Igreja Católica, a cavalaria e as convenções medievais, Rabelais ergueu seus 2 geniais gigantes de apetites vorazes e hábitos grotescos. Anticristão, para Rabelais não há mais Pecado Original ou Juízo Final. Sua fé está na vida natural, e seus toscos gigantes simbolizam a nova dimensão do homem renascentista.

Continua após a publicidade

 

Publicidade