GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Livros SuperImportantes

Descoberta polêmica

Galileu herético, Pietro Redondi, Companhia das Letras,São Paulo, 1991

Com base na descoberta de um documento inédito esquecido nos arquivos do Santo Ofício, em Roma, o historiador italiano Pietro Redondi remonta a história do julgamento de Galileu Galilei (1564- 1642) pela Inquisição, no século XVII. Segundo o autor, Galileu não foi condenado por defender, ainda que nunca abertamente, a teoria de Nicolau Copérnico – de que a Terra girava em torno do Sol –, mas por suas idéias de que a matéria não podia ser dividida indefinidamente e os átomos eram imutáveis. Dessa forma, tornava-se difícil explicar o dogma da Eucaristia, pelo qual o pão e o vinho se transformam no corpo e no sangue de Jesus Cristo. A denúncia de que Galileu era copernicano seria um expediente usado pelo papa Urbano VII, para protegê-lo de um julgamento muito mais rigoroso. Publicada, pela primeira vez, em 1983, na Itália, a tese de Redondi continua provocando polêmica entre os católicos e os cientistas.

Viva a diferença

História da vida privada, da Renascença ao Século das Luzes , volume 3, Philippe Áries e Georges Duby, Companhia das Letras, São Paulo, 1991.

Terceiro de uma coleção de cinco volumes, este abrange os séculos XVI,XVII e XVIII, período marcado pelo estabelecimento de novas formas de religiosidade, pela ampliação do poder do Estado e pela difusão da leitura graças à imprensa .A coisa pública já não se confunde mais com os bens ou interesses privados, e essa diferença se revela nas modificações pelas quais passa a vida cotidiana, como as atitudes em relação ao corpo, os gosto pela solidão e mesmo as novas concepções nas arquitetura e na arte.

Anônimos e autores

A multidão na história, Georfe Rude, Editora Campus, Rio d Janeiro,1991.

Que tipo de pessoas, afinal, atacou à Bastilha, no célebre 14 de julho de 1789? Como começaram os movimentos operários ingleses do século XIX, no período pós- Revolução Industrial? As rebeliões populares e seus personagens – camponeses, operários, artesãos, vagabundos – que fizeram a história da França e da Inglaterra, de 1730 a 1848, são investigados pelo autor, historiador inglês que leciona na Universidade de Concórdia, no Canadá. Na verdade, trata-se de uma reedição: o livro apareceu pela primeira vez, em 1964, tendo sido republicado em 1981.

Desafio brasileiro

A Amazônia, Antônio de Pádua Bertelli, Editora Uyara, São Paulo, 1990

Depois de escrever sobre o Pantanal, o cirurgião Antônio de Pádua Bertelli resolveu reunir em livro seus conhecimentos sobre a Amazônia. Das crendices, mitos e lendas que fazem parte do imaginário popular às descrições fartamente ilustradas de uma riquíssima fauna e flora, nada escapou ao painel que o autor traça da região. O último capítulo é dedicado aos problemas ambientais que a ocupação indiscriminada trouxe para a área – como as queimadas ou a extração de minérios que provoca o assoreamento dos rios. Além de motivo de preocupação dos ecologistas em todo o mundo, a preservação da Amazônia é um sério desafio a ser enfrentado.