Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Nikola Tesla: vida e obra do cientista inspiram peça de teatro brasileira

"O Universo Está Vivo Como Um Animal" usa textos e criações do inventor para contar a sua história. Conheça os bastidores do projeto.

Por Rafael Battaglia
Atualizado em 6 out 2023, 15h18 - Publicado em 20 jun 2023, 23h07

Nikola Tesla (1856-1943) foi uma das mentes mais importantes da virada do século 19 e 20. O seu aperfeiçoamento no sistema de corrente alternada (na qual os elétrons fazem um movimento de vaivém, em vez de seguirem uma única direção contínua) é o que viabilizou a transmissão de energia para longas distâncias e em alta tensão. É via corrente alternada que a eletricidade gerada em uma usina chega até a sua casa.

Estudante de engenharia que não terminou a faculdade, Tesla comprou briga com o americano Thomas Edison (que defendia a prevalência da corrente contínua ante a alternada), fez fortuna com seu trabalho e registrou mais de 300 patentes ao longo da vida. Mas morreu falido – e sozinho.

A atribulada história de Tesla é o que inspira a peça O Universo Está Vivo Como Um Animal, que já passou por Curitiba, São Paulo e, agora, está em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) no Rio de Janeiro até o dia 25/6.

Foto do espetáculo “O universo está vivo como um animal”.
(ELENIZE DEZGENISKI/Divulgação)

A peça é criação da Rumo de Cultura, uma produtora paranaense que desenvolve projetos artísticos em diversas frentes (teatro, dança, artes visuais, música e cinema). A ideia nasceu durante uma viagem da atriz Isabel Teixeira, em 2016. Após visitar uma exposição sobre Tesla, Isabel compartilhou o que havia aprendido sobre o cientista com os também atores Diego Marchioro e Fernando de Proença, da Rumo.

“Ficamos fascinados pelo Tesla à medida que conhecíamos mais sobre sua vida e trajetória”, conta Diego. A partir daí, o grupo mergulhou em obras e documentários sobre o inventor – sobretudo, textos escritos por ele mesmo (como a autobiografia Minhas Invenções, de 1919). “Entre o primeiro rascunho da ideia até o momento de colocá-la em prática, foram quase cinco anos de pesquisas”, lembra Fernando.

Continua após a publicidade

Os artistas reuniram milhares de falas de Tesla, retiradas de entrevistas, livros e transcrições de palestras. Essa coletânea foi a base para o roteiro da peça (cujo título também é uma frase do inventor). “Tudo o que sai da nossa boca foi escrito ou dito por ele, com pequenas alterações para a linguagem teatral”, conta Fernando.

Luzes para todo lado

Quem for assistir à peça não encontrará refletores de luz, comumente encontrados em salas de teatro. A iluminação do espetáculo vem de 20 lâmpadas fluorescentes (100 metros de fiação passam pelo palco). A lâmpada fluorescente é uma invenção de Tesla e chegou ao mercado em 1938.

Foto do espetáculo “O universo está vivo como um animal”.
(ELENIZE DEZGENISKI/Divulgação)

Em determinado momento do espetáculo, há também uma demonstração de uma bobina de Tesla. Os raios produzidos pelo aparelho (cuja tensão pode atingir milhares – até milhões – de volts) alimentam lâmpadas fluorescentes, que acendem sem estarem conectadas na tomada.

A transmissão de energia sem a necessidade de fios era um dos grandes sonhos de Tesla – que também previu que o futuro da comunicação global passaria longe dos cabos. “Além disso, ele defendia a democratização dos seus inventos; um desejo de que todos tivessem acesso ao conhecimento”, disse Diego.

A peça não é o único projeto da Rumo de Cultura sobre Tesla. Em 2020, a produtora lançou PEOPLE vs. TESLA, uma audiossérie em três capítulos que se passa no último dia de vida do cientista. Tesla morreu aos 86 anos no quarto do hotel onde ele morava, em Nova York.

O Universo Está Vivo Como Um Animal fica em cartaz no CCBB Rio até dia 25/6. Confira mais informações aqui.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.