GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

A viagem do ancestral do homem

O homo erectus – ancestral do homem que surgiu na África há cerca de 2 milhões de anos parece ter demorado demais para passar da Ásia à Europa. É o que demonstra uma mandíbula encontrada em Dmanisi, a cerca de 100 quilômetros da capital da Geórgi Tbilisi. A descoberta foi feita em 1991, por uma equipe de antropólogos. da Academia de Ciências da Geórgia, liderada por Leo Gabunia. Mas só agora os pesquisadores acabaram de calcular sua idade: entre 1,6 e 1,8 milhão de anos. Os números chamam a atenção porque os mais antigos sinais de ocupação da Europa por indivíduos do gênero Romo têm cerca de 500 000 anos. O erectus esperou mais de um milhão de anos para passar de um continente para outro. Os cientistas não sabem o motivo. Por que o erecutus teria evitado entrar na Europa durante tanto tempo? Para os americanos David Dean e Eric Delson, a viagem pode ter sido atrasada porque o hominídeo teve de se preparar para enfrentar um ambiente hostil – onde a temperatura era muito baixa, então. Assim, o erectus teve de desenvolver utensílios e armas eficazes para enfrentar seu novo habitat.