GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Meu passado me condena

Antes de Lost, quase todos os atores da série eram ilustres desconhecidos. Faziam bicos em produções de TV e participações nada especiais no cinema

Texto Leandro Narloch

Jin, o cientista do Dr. Octopus
Com aqueles olhos bem puxados, Daniel Dae Kim, o Jin, quase sempre atuou como médico, cientista ou engenheiro. Fez pontas em seriados como Seinfeld, Jornada nas Estrelas, Barrados no Baile, ER e 24 Horas. No episódio The Burning, de Seinfeld, Dae Kim é o doutor que examina o esquisito Kramer, que tenta convencer os médicos de que está sofrendo de… gonorreia. Dae Kim também participou de Homem-Aranha 2. Na imagem acima, ele é um cientista do laboratório do Dr Octopus.

Locke com cabelos
Aquela cara de enigmático de John Locke tem uma longa tradição. O primeiro papel de sucesso do ator Terry O’Quinn no cinema foi como o vilão da trilogia O Padrasto, de 1987. Ainda com cabelos, Terry interpreta um assasino em série (esse da foto aí acima) que entra na vida de inocentes famílias para exterminar maridos, mulheres e filhas. O homem é bom para personagens misteriosos. O’Quinn também trabalhou com J.J. Abrams, criador de Lost, na série Alias e fez pequenos papéis em The West Wing, Millennium e Jornada nas Estrelas.

É o Michael. Sério
Antes de ser um pai preocupado em Lost, Harold Perrineau, o Michael, soltou a franga em blockbusters. Na versão filme/videoclipe de Romeu e Julieta, de 1996, ele é Mercutio. Na festa à fantasia, vai fantasiado de travesti. Dá um ecstasy a Romeu, rebola de costas e paga bundinha no palco principal. O ator também atuou como a travesti bahiana Monica na comédia Sabor da Paixão. Perrineau é um dos atores mais experientes de Lost. Desde 1987, participou de mais de 50 séries e filmes. Foi o personagem Link, um dos rebeldes de Matrix.

Malandro sempre
Muito antes de Lost estourar, o ator Josh Holloway, o Sawyer, já atuava como malandrão que tenta tirar o dinheiro das moças. Em 1993, quando a banda Aerosmith era tendência mundial, ele participou do clipe do supermegassucesso Crying. Ganhou o papel do assaltante bonitão que tenta roubar a bolsa da Alicia Silverstone exatamente quando ela dá em cima dele numa pequena lanchonete. Holloway acaba levando uma voadora da então adolescente.

Perdida no hospital
A atriz Elizabeth Mitchell, que interpreta a esforçada doutora Juliet, já foi médica em um outra série, ER. Na 7a temporada, ela é a psiquiatra Kim Legaspi. Elizabeth também trabalhou em House, vivendo uma paciente do hospital: a Irmã Mary Augustine, uma freira que chega ao hospital do Dr. House com as mãos misteriosamente sangrando. E não poderíamos esquecer de seu retumbante papel como Mamãe Noel (essa ao lado), no filme Santa Claus 3.

Disque-Kate
Ao montar o elenco de Lost, os diretores decidiram optar por atores meio desconhecidos, para a trama ficar mais verossímil. Isso é especialmente verdade no caso da canadense Evangeline Lilly, a Kate. Antes da série, ela foi figurante de diversos filmes. Aparece durante um insignificante meio segundo no filme Freddy x Jason, de 2003. Além de figuração, Evangeline fazia propagandas de empresas bem fraquinhas, como a Live Links, um disque-namoro.