Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

OPEP

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo é quem manda no comércio do ouro negro - é dona de 79% das reservas de petróleo do mundo. No ano passado, o grupo vendeu US$ 575 bilhões em barris. Dinheiro que o colocaria entre as 20 maiores economias do mundo se fosse um país

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h23 - Publicado em 22 set 2010, 22h00

Larissa Santana, Raphael Soeiro, Renata Miwa e F. Scomazzon

1. Reunião e voto
Os membros se reúnem pelo menos duas vezes por ano, em encontros feitos na sede da Opep (em Viena) ou no país que estiver na presidência da organização. Juntos, eles decidem o quanto produzirão de petróleo nos 6 meses seguintes. Cada membro tem 1 voto, e a decisão deve ser unânime.

2. Produção
Cada país assume uma cota da produção total definida para a Opep. A cota é proporcional: quem tem melhor estrutura de produção – Arábia Saudita, Venezuela e Irã – ganha direito de produzir mais. Membros com menos reserva e capacidade de refino, como Argélia e Equador, recebem quantidades menores.

3. Venda
A decisão é repassada aos produtores, na maioria empresas ligadas ao governo. E os produtores negociam com seus compradores com base nessa definição. Os principais compradores dos países da Opep são EUA, Japão e Itália.

4. Emergência
Se uma crise estourar, a Opep faz uma reunião de emergência. Só em 2008 foram 3 encontros desses, porque o mercado do petróleo estava muito instável. Nas reuniões de emergência, a Opep pode decidir elevar o preço de seus barris, ou até impor embargo a certos países.

Países Membros

Angola
Arábia Saudita
Argélia
Catar
Emirados Árabes
Equador
Líbia
Kuwait
Nigéria
Iraque
Irã
Venezuela

Continua após a publicidade

Publicidade
História
OPEP
A Organização dos Países Exportadores de Petróleo é quem manda no comércio do ouro negro - é dona de 79% das reservas de petróleo do mundo. No ano passado, o grupo vendeu US$ 575 bilhões em barris. Dinheiro que o colocaria entre as 20 maiores economias do mundo se fosse um país

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

Publicidade