GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Corais: esqueletos de cálcio formam muro no mar

Como se formam os recifes de coral? O que é um atol?

Os corais são pequenos bichos marítimos que constituem colônias e, ao morrer, deixam um esqueleto de carbonato de cálcio, que forma a base dos recifes. Aqueles que ainda estão vivos ficam próximos à superfície.

“Existem três tipos de recifes de coral”, explica a bióloga Valéria Flora Hadel, da Universidade de São Paulo. O chamado recife de franja é formado por colônias que se fixam na praia e se estendem por até 400 metros mar adentro (veja infográfico ao lado). Quando a praia sofre erosão, a formação se separa do continente e vira um recife de barreira. O mais famoso é a Grande Barreira de Coral, na Austrália, com 2 000 quilômetros de extensão. O atol é o terceiro tipo. Ele é um recife que se forma ao redor de uma ilha, geralmente vulcânica. Quando ela é erodida ou afunda, sobra o atol.

Conheça os recifes de coral

Há três tipos diferentes de formação coralínea.

Franja

Os corais de franja crescem como extensão da praia, seja em uma ilha ou continente.

Barreira

Quando a praia é erodida, aparece um lago entre ela e o coral, surgindo a barreira.

Atol

O atol acontece quando a ilha que ele rodeava afunda ou desaparece por efeito da erosão.