GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Novo vídeo do Estado Islâmico traz criança fazendo ameaça

"Nós mataremos os infiéis", afirma menino em cena da gravação

Umas das características do Estado Islâmico é utilizar a internet para propagar suas ideias, com pronunciamentos e execuções divulgadas por meio de redes sociais. A última mensagem do grupo, postada no último domingo (3), traz um vídeo com ameaças ao primeiro ministro britânico David Cameron, e mostra o assassinato de cinco homens que o grupo mantinha como prisioneiros. A gravação é encerrada com uma criança, fardada, que afirma: “Nós mataremos os infiéis”.

Não é a primeira vez que o ISIS utiliza crianças em suas gravações. Na verdade, elas já foram até executoras. Em dezembro, o grupo publicou um vídeo que mostrava o treinamento de jovens e prisioneiros sendo assassinados por crianças que aparentam não ter mais do que 12 anos.

LEIA: O que o Estado Islâmico quer?

A identidade do menino que aparece ao final do novo vídeo não foi revelada, mas há suspeitas sobre quem ele seja. A criança tem alguma semelhança com o filho de Grace ‘Khadijah’ Dare, uma inglesa que se converteu ao islamismo e se mudou para a Siria em apoio ao Estado Islâmico. A história de Dare, que é casada com um soldado do ISIS, já foi retratada em 2013 por uma matéria do canal inglês de televisão Channel 4. Um ano depois, ela voltou a ser notícia por ter postado uma foto de seu filho, então com quatro anos, segurando um fuzil AK-47.

Ainda no vídeo, um homem encapuzado afirma que as crianças britânicas iriam pagar pelos ataques feitos à Síria. Em comunicado, David Cameron afirmou que considera o vídeo um “produto desesperado” feito por um grupo que está “perdendo território e a simpatia de todos”. 

LEIA TAMBÉM: 
Os EUA criaram o Estado Islâmico. E a Síria o fez invencível
14 fotos que marcaram 2015
Terror digital