Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Os 7 lugares mais importantes de 2015

Brasil, Europa, Oriente Médio e até um point extra-terrestre entrou na lista.

Por Karin Hueck
Atualizado em 4 nov 2016, 19h05 - Publicado em 7 dez 2015, 19h00

7. Paris

A capital francesa foi alvo do mais sangrento ataque terrorista promovido pelo Estado Islâmico no Ocidente, em 13 de novembro. 130 pessoas morreram em tiroteios e bombas estouradas dentro de restaurantes, bares, estádios de futebol e da casa de show Bataclan, no meio de uma apresentação da banda Eagles of Death Metal. Ainda em janeiro, o jornal satírico parisiense Charlie Hebdo havia sido atacado depois de publicar charges que tiravam sarro do profeta Maomé.

6. Atmosfera terrestre

Foi um péssimo ano para os terráqueos. Tudo indica que 2015 foi mais uma vez o ano mais quente já registrado na história. O número oficial só fecha na virada para 2016, mas a expectativa é de que a temperatura terrestre tenha ficado 0,8º C acima da média. Para os cientistas, não há dúvidas de que tem um (ou muitos) dedos humanos agindo nessa alteração – e de que, se não tomarmos medidas drásticas para evitar o aquecimento global, ele vai dificultar (ou impossibilitar) a vida no nosso planetinha muito, muito em breve.

5. Brasília

Desde que Dilma Roussef assumiu o segundo mandato da Presidência da República em janeiro, ameaças de impeachment contra ela pipocaram por todos os lados. Mas foi só em dezembro que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, resolveu aceitar um desses pedidos e levá-lo a votação, em retaliação pela possibilidade de perder seu cargo e depois de ver seu nome envolvido no esquema de corrupção investigado pela Lava Jato. O desfecho do nosso House of Cards à brasileira – será que a faixa presidencial vai parar nos ombros de Michel Temer? -, no entanto, vai ficar para 2016.

4. Rio Doce

Quando a barragem da empresa de mineração Samarco rompeu em novembro, liberando os dejetos tóxicos de uma imensa mina de ferro sobre os municípios de Bento Rodrigues e Mariana, além do rio Doce, o Brasil parou para acompanhar a lama engolindo tudo ao redor. Cidades, rios, florestas, ecossistemas inteiros e até o mar foram contaminados pelo barro envenenado, no maior crime ambiental na história do país. A região vai demorar décadas para se recuperar – e o pior: há risco de outras barragens se romperem.

3. Síria

O pequeno país asiático virou o palco dos principais conflitos religiosos recentes, depois que o Estado Islâmico resolveu montar parte de seu califado por lá. A população local se viu obrigada a viver sob rigorosíssimas regras muçulmanas – que incluem práticas como escravidão, decapitação e crucificação -, o que fez com que dezenas de milhares de pessoas decidissem deixar o país e tentar a sorte na Europa.

Continua após a publicidade

2. Mar Mediterrâneo

As pessoas fugiram da Síria, mas foi no meio do Mar Mediterrâneo que a crise de refugiados viveu seu auge. Milhares de pessoas arriscaram suas vidas sobre botes e barcos capengas para tentar chegar à Europa. Centenas delas acabaram morrendo afogadas – entre elas, o menino Aylan, de três anos, encontrado em uma praia turca, retratado na foto mais dolorosa da história recente.

1. Marte

O mundo parou (ou pelo menos o nosso mundo na SUPER parou) para acompanhar o anúncio da Nasa de que haviam descoberto água na superfície de Marte. A substância fica em estado líquido apenas por alguns períodos do ano e é encontrada por lá com altíssima concentração de sais. Ainda assim, representa a esperança de que nosso planeta vizinho possa abrigar a vida – e de que possamos algum dia nos esbaldar nessa água quando colonizarmos solos marcianos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.